Portal do Vale Tudo

Shogun comemora entrada de luta contra Dan Henderson no Hall da Fama, e avisa: ‘Tenho outras coisas a conquistar ainda’

por: Leonardo Fabri
em 16 de Maio de 2018

Durante o UFC Rio 9 no último final de semana, a organização anunciou a inclusão da primeira luta entre Maurício Shogun e Dan Henderson no Hall da Fama. A guerra histórica de cinco rounds encabeçou o card do UFC 139, em 19 de novembro de 2011, em San Jose-EUA, e teve o já veterano americano vencedor por decisão unânime. Após o anúncio, Maurício Shogun esteve na sala de imprensa para falar sobre mais uma importante conquista na vitoriosa carreira.

“Eu considero esse troféu o terceiro cinturão que eu tenho: Pride, UFC e Hall da Fama”, exaltou. “Realmente é para poucos, no Brasil só o Royce e o Rodrigo (Minotauro) que têm por enquanto, então fiquei muito feliz e tenho certeza que Deus me ama muito e me abençoa muito. Já conquistei na minha carreira muito mais do que eu imaginava conquistar, então estou muito feliz. Mas tenho outras a conquistar ainda”.

Sobre o combate em si, Shogun ressaltou as qualidades de Henderson e relembrou do início difícil que teve, no qual chegou perto de ser nocauteado ainda nos primeiros rounds.

“O engraçado é que quando a gente está lutando, a gente não tem noção de como está sendo a luta, se está sendo empolgante ou não. Graças a Deus o meu jeito de lutar é um jeito que agrada os fãs. Realmente eu levei alguns socos fortes no começo da luta, fiquei um pouco grogue e lutei no automático em alguns rounds, só consegui voltar no quarto round mesmo, quando eu comecei a ver ele nitidamente. Levei um corte profundo no rosto, isso me abalou um pouco, mas graças a Deus consegui recuperar, fazer uma boa luta, deixando a luta mais equilibrada, porque no começo eu realmente eu levando uma desvantagem”.