Portal do Vale Tudo

Roger Gracie compara seu estilo com o de Marcus Buchecha e minimiza “inatividade”

por: Leonardo Fabri
em 12 de julho de 2017

Roger Gracie tem 10 títulos mundiais – Foto: arquivo pessoal

Até este ano, apenas Roger Gracie havia atingido o número de 10 títulos conquistados no mundial da IBJJF, mas na última edição, com as conquistas no peso e absoluto, Marcus Buchecha igualou o feito do veterano. Com 10 títulos para cada lado, os faixas pretas duelam na edição de estreia do Gracie Pro Jiu-Jítsu, que acontece no dia 23 de julho, na Arena 1 do Parque Olímpico, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

Será o segundo duelo entre eles. No primeiro, há cinco anos, o combate terminou empatado, já que na regra daquele evento só haveria vencedor caso um finalizasse, o que não aconteceu em 20 minutos de luta. Desta vez, o embate será sob as regras da IBJJF, valendo pontuação.

Em entrevista ao PVT, Roger Gracie comentou sobre o duelo, rechaçou qualquer preocupação em relação ao tempo afastado das competições de Jiu-Jítsu e fez uma comparação entre o seu estilo de luta e o de Marcus Buchecha. Confira!

PVT: O que muda na sua rotina com o seu retorno ao tatame, mesmo que seja apenas uma superluta?

Roger Gracie: Minha rotina não muda muito. O que muda é que tenho que treinar mais. As horas de treino, independentemente do que luto, são as mesmos. A dedicação é igual. O que muda é só o tipo de treinamento.

PVT: Como fazer para compensar o tempo longe dos tatames, tendo em vista que seu oponente vem em um ritmo acelerado de competições?

Roger Gracie: Apesar de estar muito tempo sem lutar de quimono, estou me sentindo muito bem. Não luto há muito tempo, mas nunca deixei de treinar de quimono. Sempre treinei diariamente.

PVT: Na sua análise, qual a sua principal qualidade e o que você poderia apontar como uma deficiência?

Roger Gracie: Acho que minha técnica e minha perseverança. Nunca desisto, independentemente de qual situação me encontro. Minhas deficiências eu deixo para meus adversários tentarem descobrir (risos).

PVT: Qual a principal diferença entre você e o Buchecha?

Roger Gracie: Somos lutadores bem diferentes. O Buchecha tem um jogo solto, dá muito giro. Eu já jogo mais justo, faço um jogo mais travado.

PVT: O que achou dele ter igualado você no número de títulos mundiais?

Roger Gracie: Fiquei feliz por ele ter se tornado 10 vezes campeão mundial, e muito provavelmente ele ainda ganhará mais vezes.

PVT: Em relação à primeira luta de vocês, o que deve acontecer de diferente neste segundo encontro? Antes não valia ponto, agora vale. No que isso implica?

Roger Gracie: Não tem como prever essa luta. Tudo pode acontecer. Nossa primeira luta foi muito boa e tenho certeza que teremos outra excelente.

PVT: No MMA, você é campeão peso médio do ONE. Ainda tem a ideia de disputar o cinturão dos meio-pesados ainda este ano?

Roger Gracie: Devo lutar MMA mais para o final do ano. Deixa passar essa luta com o Buchecha, depois vejo o que vai acontecer.