Portal do Vale Tudo

Patrício Pitbull elogia promessas de sua equipe que estarão em ação no Fight On MMA: ‘Dois grandes talentos’

por: PVT | @portaldovt
em 11 de julho de 2019

Gian Patolino e Gugu Azevedo lutam este sábado (13) em Salvador no evento Fight On MMA 6 – Foto: Divulgação

Equipe liderada pelos irmãos Patrício e Patricky Pitbull, a Pitbull Brothers vive um grande momento no MMA. Enquanto Patrício ostenta dois cinturões do Bellator e Patricky se prepara para participar de um GP dos leves do Rizin, onde irá representar o Bellator, outros integrantes do time vem ganhando notoriedade no cenário nacional e internacional. É o caso das promessas Gian Souza “Patolino” e Gugu Azevedo, que estarão em ação este sábado (13) pelo Fight On MMA 6, que acontece em Salvador, na Bahia.

“São duas das nossas apostas. Gugu é, provavelmente, o peso-pesado mais habilidoso que eu já vi treinando. Ele vai ter um futuro brilhante na categoria. E o Gian, que está invicto no MMA, será no futuro o melhor do mundo no peso-mosca. Em nossa equipe temos uma série de lutadores que são promessas, mas esses são dois que estamos apostando bastante”, disse Patrício.

Invicto após cinco combates no MMA, com três finalizações e dois nocautes, o peso-mosca Gian Patolino fez a sua estreia como profissional em novembro de 2016. Aos 23 anos, o paraibano da cidade de Santa Luzia sabe que está no caminho certo, e diz que treinar diariamente com os irmãos Pitbull só aumenta a sua motivação.

“Sem dúvida é uma motivação diária poder dividir o tatame com eles. Treinar com eles é um sonho que eu tinha desde pequeno, quando ainda nem pensava em me tornar um lutador profissional. Hoje tenho eles como a minha família, e só tenho a agradecer a Deus por ter os colocado em minha vida”, declarou Patolino, que iria disputar o cinturão peso-mosca do evento, mas depois da lesão de Filipe Esteves e a saída do substituto Bruno Menezes do card, ele terá pela frente Mikelle Bragatto no peso galo.

Baiano de Paulo Afonso, José Augusto Azevedo Barros, o Gugu, é a aposta dos irmãos na categoria dos pesos-pesados. Aos 27 anos, ele já fez sete lutas profissionais, com quatro vitórias, duas derrotas e um no contest (sem resultado). Ele fez a sua estreia em 2012, mas depois de vencer duas e perder outras duas, ele deu uma pausa na carreira entre 2014 e 2017. Mais experiente e preparado, ele engatou duas vitórias seguidas por nocaute em seu retorno ao MMA após se juntar à Pitbull Brothers.

“Treinar ao lado dos irmãos fez toda a diferença para retomar esse caminho das vitórias. Está sendo um grande aprendizado, não apenas pelas palavras de apoio que eles me passam, mas também pelo exemplo que eles são. São atletas de sucesso e muito humildes. Me faltam até palavras para descrever. Eu só tenho a agradecer pela oportunidade de treinar com eles”, concluiu Gugu, que enfrentará Zeca Predador, que possui um cartel com dez vitórias e apenas três derrotas.