Portal do Vale Tudo

Mario Yamasaki se defende de criticas, mas admite: ‘Deveria ter parado na primeira batida do mata-leão’

por: PVT | @portaldovt
em 6 de fevereiro de 2018

Luta terminou com a vitória de Valentina no segundo round – Foto: Buda Mendes

Alvo de uma enxurrada de criticas por, supostamente, ter demorado a interromper o duelo em que Valentina Shevchenko venceu Priscila Pedrita no UFC Belém, no último final de semana, o árbitro brasileiro Mario Yamasaki emitiu um comunicado via assessoria de imprensa se defendendo.

“Durante o segundo round sinalizei a atleta Pedrita que, se ela não se movimentasse, eu estaria parando a luta, e toda vez que eu iria parar eu sinalizava para ela, e ela se mexia na tentativa de escapar dos golpes. Infelizmente também não consigo controlar o número de golpes deferidos. Enquanto a mesma busca uma reviravolta, ela está no game.

Lutadores passam por períodos de muito esforço e dedicação para estarem lá, MMA é um esporte de contato e nenhum lutador gosta da luta interrompida sem a chance de reverter o resultado. Na minha visão, permiti a Pedrita ser guerreira e continuar lutando. Poderia ter parado a luta no segundo crucifixo ou na montada, mas ela se mexeu o tempo todo. Reconheço também que deveria ter parado na primeira batida do mata-leão, e somente parei segundos depois.

 Quanto a opinião alheia, é de direito (novamente) emití-la”.