Portal do Vale Tudo

Descontente com luta entre Bisping e St-Pierre, Jacaré solta os cachorros: “Vão se ferrar”

por: Leonardo Fabri
em 16 de março de 2017

O casamento do confronto entre Michael Bisping e o ex-aposentado Georges St-Pierre pelo cinturão dos médios não agradou em nada Ronaldo Jacaré. Em um bate-papo com a imprensa na tarde desta quinta-feira promovido pelo projeto social Usina de Campeões, liderado por Pedro Rizzo, o peso médio brasileiro detonou o duelo, os lutadores e, questionado se aceitaria substituir um deles em caso de algum imprevisto, foi taxativo.

Sou campeão, não nasci pra tampar o buraco de ninguém. Se eles me chamarem, vão ficar a ver navios, porque que eu não vou bosta nenhuma!”, respondeu o lutador, que não tem torcida no confronto. “Quero que eles sofram um nocaute duplo! Quero que eles vão se ferrar, não estou nem aí para essa luta”.

Visivelmente descontente com os últimos acontecimentos na categoria, Ronaldo Jacaré não absolveu nem Georges St-Pierre, que, para ele, preferiu o caminho mais fácil para o seu retorno ao MMA. Segundo o brasileiro, o canadense deveria recomeçar como qualquer outro, e isso inclui enfrentar os postulantes ao título.

Ao lado de José Aldo, Ronaldo Jacaré assinou um contrato de patrocínio com a Refinaria de Manguinhos, que mantém um projeto social voltado a lutas no Rio de Janeiro - Foto: Leonardo Fabri

Ao lado de José Aldo, Ronaldo Jacaré assinou um contrato de patrocínio com a Refinaria de Manguinhos, que mantém um projeto social voltado a lutas no Rio de Janeiro – Foto: Leonardo Fabri

“O que me chateia bastante não é o fato de o St-Pierre lutar com o Bisping, o que para mim é normal, ele pode lutar. Mas ele nunca lutou nos médios, sempre falou que era muito pequeno, sempre arregou de lutar com o Anderson, todo mundo sabe disso. E agora, que ele volta a lutar, quer lutar nos médios? Bacana! Quer lutar? Eu estou aqui. Vem lutar comigo. Se você se credenciar – você não vai passar, com certeza – você pega o Bisping. Pega o Romero! Se você passar pelo Romero, você pega o Bisping. Não, ele foi direto para o cinturão. Isso foi estranho, foi ruim pra divisão dos médios, porque ninguém está satisfeito com essa palhaçada”, desabafou.

Enquanto a chance de disputar o cinturão não pinta, Ronaldo Jacaré segue enfrentando outros desafios na categoria. O próximo está marcado para o dia 15 de abril, contra o sexto colocado da categoria, Robert Whittaker. Confiante, o brasileiro garante que definirá o combate ainda no primeiro round.

“Não vou lutar com qualquer um, vou lutar com o quinto do ranking (na verdade Whittaker é o sexto). É um adversário muito duro, a gente tem que tomar cuidado, mas vai ser uma luta de um round só, vou lá e vou finalizar esse cara”, promete.