Portal do Vale Tudo

Ex-TUF Brasil luta nos EUA nesta sexta em busca de nova chance no UFC

por: Leonardo Fabri
em 16 de maio de 2017

Ex-TUF Bruno Korea luta no Titan nesta sexta-feira - Foto: Josh Hedges/UFC

Ex-TUF Bruno Korea luta no Titan nesta sexta-feira – Foto: Josh Hedges/UFC

Semifinalista da última temporada do The Ultimate Fighter Brasil, Bruno Korea luta nesta sexta-feira pela segunda vez no evento norte-americano Titan FC, uma das vitrines do MMA na “Terra do Tio Sam”. Em busca da quarta vitória consecutiva, a segunda na organização, o peso-mosca da Tatá Fight Team espera ser visto pela maior organização do mundo e poder ser convidado a retornar ao octógono.

“O Titan dá uma visibilidade muito boa. Estou muito empolgado para voltar ao UFC, claro, então acredito que mais uma boa vitória no Titan vai me dar um impulso para eu ser notado de novo e, quem sabe, uma nova chance no Ultimate”, disse o lutador, que em sua única luta no UFC acabou finalizado por Matheus Nicolau, em novembro de 2015.

A luta deste sábado começou assim que assinou o contrato. Isto porque foi um verdadeiro desafio encontrar informações sobre seu oponente na internet. Com o pouco que achou sobre o costarriquenho Jorge Calvo, Korea e sua equipe conseguiram analisar o jogo e, em cima disso, traçar a estratégia.

“Não consegui achar muita coisa dele na internet, mas do que eu vi, deu para entender que ele não é um cara que espera muito, estuda muito na hora da luta, ele tem um ímpeto muito forte, vem para dentro mesmo, chutando, socando e derrubando. Estou esperando por uma luta disputada, ele é duro, não à toa tem nove vitórias, mas me preparei bastante e estou confiante na vitória”, garante Korea. “Eu confio no meu jogo. Tenho um jogo bom para duelar contra ele. Vou esperar o momento certo para conectar os meus chutes, mas não me sinto ameaçado pelo grappling dele, realmente estou bastante tranquilo. O objetivo é fazer ele dançar a minha dança, entrar no meu jogo. Vou dar as cartas e envolvê-lo”.

Treinador de Bruno Korea, Phillip Lima confia no potencial pupilo, mas não esconde que não espera uma luta fácil, já que o oponente aparenta ser um lutador muito duro.

“O adversário dele trabalha em todas as áreas, é um cara grande para a categoria, é alto, complica o jogo, vai para dentro o tempo todo, mas espero uma luta dinâmica e um nocaute a favor do Korea. Preparamos umas armadilhas, umas surpresinhas para o adversário. O Korea treinou bastante, está com a cabeça boa, fisicamente muito bem, então não temos o que temer”, explicou o líder da TFT.