Portal do Vale Tudo

Entusiasta da filosofia das artes marciais, LBV inaugura sua primeira sala de Jíu-Jitsu, em Niterói

por: Leonardo Fabri
em 29 de maio de 2017

lbvniteroi2

A entidade Brasileira de assistência social Legião da Boa Vontade montou seu primeiro dojô para a prática de Jiu-Jitsu, na unidade de Niterói, em parceria com o já tradicional projeto social Geração Careta e apoio da Prime Esportes. As aulas são lideradas pelo faixa-preta Philip Clarke e atendem cerca de 80 alunos em duas turmas, matriculados no programa de reforço escolar da instituição.

Gestor administrativo do local, Danilo Lima falou da iniciativa e explicou como funciona a parceria.

“Aqui a gente recebe crianças das comunidades no entorno para atividades extracurriculares, com aulas de reforço, oficinas culturais e esportivas. A ideia de implementar o Jiu-Jítsu surgiu através do Sandro Araújo do Geração Careta e do Pedro Paulo Torres da Super Rádio Brasil. Na parceria, o Geração cede os professores e nós, a estrutura. Graças aos nossos parceiros, podemos dizer que é de primeira qualidade”, disse Lima.

Ao todo 150 crianças de 6 a 15 anos são atendidas pela unidade e recebem, além das atividades, duas refeições diárias e material pedagógico. Quem tiver interesse em ajudar a instituição, pode entrar em contato através do telefone (21) 36288660 ou visitar o local no endereço Alameda São Boa Ventura, número 474, bairro Fonseca, em Niterói.

lbvniteroiOriundo de um projeto escolar, o faixa-preta Philip Clarke é experiente no assunto. Além de dar aula na LBV de Niterói, ele comanda turmas do Geração Careta há sete anos e, como subsecretário da Secretaria Executiva de Niterói, trabalha para levar o Jiu-Jítsu a todas as escolas do município.

“Como também comecei a ter contato com Jiu-Jítsu num projeto na escola onde estudei, eu me fiz uma promessa de nunca ganhar dinheiro com aulas para crianças, tanto que eu não dou aula comercial, apenas em projetos e equipes profissionais. Além disso, através da coordenadoria de Trabalhos Extracurriculares de Niterói, estamos tentando colocar o Jiu-Jítsu nos colégios da rede municipal. Ainda estamos esbarrando em investimentos, mas esperamos colocar em prática mais para frente”, revelou.

LBV, entusiasta das artes marciais

Embora esta seja a primeira sala de Jiu-Jítsu na Legião da Boa Vontade, a entidade é conhecida no meio das artes marciais por apoiar projetos sociais de lutas em todo o Rio de Janeiro, tendo como referências o projeto Geração UPP, que atende a moradores de comunidades pacificadas, o Centro de Referência da Juventude de Manguinhos, o Spartanos do Complexo do Alemão, além de dojôs em dezenas de comunidades cariocas.