Portal do Vale Tudo

Enredo se repete e Max Holloway volta a vencer José Aldo

por: PVT
em 3 de dezembro de 2017

Havaiano venceu por nocaute técnico no 3º round – Foto: Josh Hedges

O enredo da primeira luta se repetiu na revanche entre Max Holloway e José Aldo, realizada na noite de sábado em Detroit-EUA, pelo UFC 218, e novamente o havaiano teve o braço levantado ao final do combate. Assim como aconteceu em junho no Rio, Holloway castigou Aldo no ground and pound no terceiro round, obrigando o árbitro a encerrar o duelo.

Os dois primeiros rounds foram marcados por bastante equilíbrio, com o campeão colocando um maior número de golpes e dominando o centro do octógono, enquanto o ex-campeão se esquivava e investia em combinações e, algumas vezes, chutes na perna.

O terceiro round estava equilibrado até a sua metade, mas o insano volume de golpes do havaiano abriu caminho para a nova vitória. Num momento de trocação franca, o brasileiro acusou ter sentido, virou alvo fixo e acabou indo para o chão para tentar se embolar. Sem desperdiçar a oportunidade, Holloway, por cima, ligou a máquina de golpes e só parou com a intervenção do juiz.

Noite ruim para o Brasil

Além de José Aldo, Alex Cowboy e Charles Do Bronx’s também foram nocauteados. O meio-médio travou uma batalha contra o duríssimo Yancy Medeiros, chegou perto de conseguir o nocaute no primeiro round, porém, com o nariz quebrado desde a etapa inicial, acabou perdendo o gás. Mas nem assim diminuiu a agressividade. Só que o havaiano, depois de resistir a dois knockdowns e a golpes duros, impôs severos golpes no corpo do brasileiro até o juiz encerrar o combate, no terceiro round.

O peso-pena Charles Do Bronx’s começou usando sua principal arma, o Jiu-Jitsu, e chegou a insistir num triângulo de mão durante a maior parte do primeiro round. Paul Felder se defendeu bem, resistiu, frustrou o brasileiro e também através de um ground and pound agressivo fez com que o árbitro interrompesse a peleja, no segundo round.

Nocaute assustador e guerra

A cena mais impressionante do UFC 218 foi o upper de Francis Ngannou que pegou em cheio no queixo de Alistair Overeem, que teve sua cabeça projetada bem para trás e já caiu completamente duro e inconsciente.

Já Eddie Alvarez e Justin Gaethje proporcionaram um batalha sangrenta, recheada de técnica, valentia e resistência. Melhor para o ex-campeão Alvarez, que com uma joelhada no rosto nocauteou no terceiro round.

UFC 218

Detroit, EUA

Sábado, 02 de dezembro de 2017

Max Holloway venceu José Aldo por nocaute técnico no R3

Francis Ngannou venceu Alistair Overeem por nocaute no R1

Henry Cejudo venceu Sergio Pettis por decisão unânime

Eddie Alvarez venceu Justin Gaethje por nocaute no R3

Tecia Torres venceu Michelle Waterson por decisão unânime

Paul Felder venceu Charles do Bronx por nocaute técnico no R2

Yancy Medeiros venceu Alex Cowboy por nocaute técnico no R3

David Teymur venceu Drakkar Klose por decisão unânime

Felice Herrig venceu Cortney Casey por decisão dividida

Abdul Razak Alhassan venceu Sabah Homasi por nocaute técnico no R1

Dominick Reyes finalizou Jeremy Kimball com um mata-leão no R1

Amanda Cooper venceu Angela Magaña por nocaute técnico no R2

Justin Willis venceu Allen Crowder por nocaute no R1