Portal do Vale Tudo

Em português, Gastelum pleiteia chance pelo cinturão e comenta guerra contra Jacaré

por: Leonardo Fabri | @Fabri89
em 15 de maio de 2018

Questionado se foi surpreendido pela resistência de Kelvin Gastelum, que pareceu não sentir os golpes aplicados durante a luta, Ronaldo Jacaré disse que os socos não entraram em cheio, muito graças à movimentação do adversário, e também por não conseguiu colocar toda sua potência por supostamente ter tido problemas no corte de peso. Já o americano discorda da afirmação do brasileiro.

“Eu senti todos os socos (risos). Eu senti que ele estava mais do que preparado para a luta”, disse Gastleum em português, assim como todas as suas respostas durante a coletiva de imprensa. Em relação à resistência de Jacaré, que também suportou diversos golpes duros, incluindo um knockdown no segundo round, Gastelum reconheceu. “Eu pensei que poderia bater ele com um (soco) seria o suficiente, mas ele é um guerreiro”.

O triunfo no UFC Rio foi o segundo consecutivo de Gastelum, que vinha de vitória por nocaute no primeiro round sobre o ex-campeão Michael Bisping. Sobre o próximo passo, ele não tem dúvida.

“Eu sempre falei que o ganhador dessa luta (contra Jacaré) deveria disputar o cinturão”.