Portal do Vale Tudo

Em busca da 5ª vitória seguida, Cara de Sapato cobra lugar no ranking: ‘É falho, mas é um fator importante’

por: Leonardo Fabri
em 12 de Abril de 2018

Cara de Sapato volta ao octógono no sábado – Foto: Mike Roachh/Getty Images

Antônio Cara de Sapato está embalado. O paraibano venceu todas as últimas quatro lutas que disputou, sendo três por finalização, e ostenta a segunda melhor sequência da categoria dos médios, empatado com o compatriota Thiago Marreta e atrás apenas do campeão, Robert Whittaker. Apesar disso, ele não figura nem entre os 15 do ranking divisão. Neste sábado, ele volta ao octógono para medir forças contra o experiente Tim Boetsch, em Glendale, EUA, e espera que seja o carimbo do seu passaporte rumo às cabeças.

“O ranking é um pouco falho, tem pessoas que estão lá que não merecem estar e pessoas que não estão lá que deveriam estar. Mas, independentemente disso, ele (Boetsch) é um cara que tem um nome muito grande, está no UFC há muito tempo, já lutou com os melhores e encarou grandes desafios. Um adversário como ele só me prepara mais para quando eu chegar no cinturão”, disse em entrevista ao PVT. “Espero que vencendo mais esta eu entre no ranking. Querendo ou não, é um fator importante para chegar nas cabeças e ficar cada vez mais próximo do cinturão, porque um lutador não ranqueado dificilmente disputa o cinturão. Quero conquistar meu espaço, quero enfrentar os melhores, aqueles que já estão nas cabeças, para realmente ter a minha chance”.

Atualmente com 28 anos de idade, Cara de Sapato praticamente iniciou sua carreira no MMA já dentro do maior evento do mundo. Quando conquistou o TUF Brasil 3 em 2014, e consequentemente ganhou o contrato com o UFC, ele possuía apenas três lutas realizadas além do programa. Agora, se sente testado o suficiente para entrar no bolo dos melhores da divisão.

“Como entrei com pouca experiência, já entrei na cova dos leões, então tive que ganhar experiência já dentro do UFC, luta a luta, e realmente foi muito difícil. Mas sinto que a cada desafio eu fico melhor, fico mais maduro, mais experiente, e isso é muito importante para, quando chegar a minha chance, eu não desperdiçar”.

Seu adversário de sábado já esteve entre os melhores da categoria, mas esbarrou em nomes como Luke Rockhold e, mais recentemente, Ronaldo Jacaré. Atualmente, vem de nocaute sobre o ex-campeão dos meio-médios Johnny Hendricks. Se em pé ele apresenta sérios riscos, no chão ele comprovadamente dá brechas. Foi assim contra os nomes supracitados e também contra Thales Leites. Ou seja, a deficiência de Tim Boetsch é a principal arma do campeão mundial de Jiu-Jitsu Antônio Cara de Sapato.

“Por ele já ter passado por isso (derrotas por finalização), provavelmente ele virá mais atencioso nesse ponto. Mas realmente nota-se que uma das principais falhas dele é no chão, e eu quero explorar isso. Vale ressaltar também que, apesar de não se dar muito bem no chão, ele é um cara muito difícil de ser colocado para baixo, já que ele tem uma base no Wrestling muito boa. Trabalhamos esse ponto para chegarmos ao chão na melhor forma e conseguir impor meu jogo de Jiu-Jitsu, que é como eu me sinto mais confortável”.

UFC On Fox 29

Glendale, EUA

Sábado, 14 de abril de 2018

CARD PRINCIPAL (21h, horário de Brasília):
Peso-leve: Dustin Poirier x Justin Gaethje
Peso-meio-médio: Carlos Condit x Alex Cowboy
Peso-médio: Israel Adesanya x Marvin Vettori
Peso-palha: Michelle Waterson x Cortney Casey

CARD PRELIMINAR (16h30, horário de Brasília):
Peso-médio: Tim Boetsch x Antônio Cara de Sapato
Peso-meio-médio: Muslim Salikhov x Ricky Rainey
Peso-mosca: Wilson Reis x John Moraga
Peso-médio: Krzysztof Jotko x Brad Tavares
Peso-leve: Gilbert Durinho x Dan Moret
Peso-mosca: Shana Dobson x Lauren Mueller
Peso-meio-médio: Dhiego Lima x Yushin Okami
Peso-pesado: Arjan Bhullar x Adam Wieczorek
Peso-galo: Matthew Lopez x Alejandro Perez
Peso-galo: Luke Sanders x Patrick Williams