Portal do Vale Tudo

Conheça a aposta de Laerte Barcelos e Pedro Rizzo no Wrestling e, futuramente, no MMA

por: Leonardo Fabri | @Fabri89
em 10 de abril de 2018

Numa parceria de longa data, Pedro Rizzo e Laerte Barcelos investem num trabalho de base na “Usina de Campeões”, projeto social da Refit Refinaria que ensina diversas modalidades de lutas para crianças e jovens de comunidades cariocas, revelando talentos que, não fosse a ação, talvez jamais fossem descobertos. Uma dessas joias que está sendo lapidada é a wrestler Thaís Oliveira, de 19 anos.

“(Ela é um) novo talento brasileiro, nossa esperança na olimpíada de 2020. Só depende dela”, acredita Laerte Barcelos, que descobriu a lutadora no projeto “Para Sempre Vencedor”, desenvolvido por ele e por seu filho, Raoni Barcelos, no bairro de Marechal Hermes.

Thaís iniciou no projeto aos 12 anos, incentivada pela mãe, que viu nas artes marciais a solução para controlar o temperamento belicoso da filha. Suas primeiras aulas foram no Jiu-Jítsu, mas logo ela se encantou pelo Wrestling. Hoje, sonha em defender a bandeira do país na Olimpíada de Tóquio.

“(O Wrestling feminino) está crescendo, está sendo mais divulgado”, comemora. “(Estou) trabalhando como posso, pois não tem muito investimento. Tenho que treinar por conta própria para evoluir o máximo e poder ser campeã na categoria para poder disputar a seletiva do pré-olímpico”.

Disputar – e quem sabe, vencer – uma Olimpíada não é o único sonho de Thaís. Faixa-roxa de Jiu-Jítsu, ela já dá os primeiros passos para um dia se tornar uma grande campeã no MMA.

“Estou voltando para o pano, vou disputar (competições de Jiu-Jitsu) e, na Usina, trabalhar minha parte no alto para, futuramente, disputar lutas de MMA”, disse a lutadora, que afia sua trocação na com ninguém menos que Pedro Rizzo.