download theme

Bonus for new user http://bet365.artbetting.gr 100% bonus by bet365.

bet365.artbetting.co.uk

Quatro toneladas de alimentos arrecadadas no Jungle Fight 77 começam a ser distribuídas

O Jungle Fight 77 registrou um dos maiores públicos já presentes no Ginásio Costa Cavalvanti, em Foz do Iguaçu: quase 8 mil pessoas acompanharam de perto os combates no último dia 9 de maio. Entretanto, esse não é o número que mais impressiona. A receptividade do público de Foz fez com que mais de 4 toneladas de alimentos fossem arrecadados - um quilo de alimento valia um ingresso.

A secretária de esportes repassou os alimentos para a Secretaria de Assistência Social, que é quem cuida das relações com a comunidade. Presidente da organização, Wallid Ismail garantiu que vai continuar com o trabalho social, pois este é um dos papéis fundamentais do esporte. Só na cidade de Foz, mais de 3,5 mil famílias serão beneficiadas.

“Fico feliz do Jungle realizar este trabalho com as comunidades carentes, pois esse é nosso objetivo: estar sempre engajado em uma ação social. Desde a primeira edição foi assim e é nosso compromisso continuar ajudando”, comentou Wallid.

Leia mais ...

Campeã peso-palha do Jungle Fight, Ericka Almeida estreia no UFC em Goiânia contra Ju Thai

O UFC oficializou na última segunda-feira uma mudança de última hora no card do UFC Goiânia, que acontece no próximo dia 30 de maio. A americana Jessica Penne, previamente escalada para enfrentar a brasileira Juliana Lima no card, foi retirada do evento e fará agora a luta principal do UFC Berlim, onde vai encarar a polonesa Joanna Jedrzejczyk pelo cinturão peso-palha. Em seu lugar, a organização vai promover a estreia da campeã até 52 quilos do Jungle Fight, Ericka Almeida.

Aos 26 anos, a paulista Ericka Almeida está invicta em sete lutas profissionais de MMA. Faixa-marrom de jiu-jitsu, ela venceu seis combates por finalização e nunca chegou a uma decisão dos jurados. Ericka conquistou o título do Jungle em setembro de 2014 finalizando Maiara Alves, e defendeu sua supremacia no último mês de abril, com nova finalização, sobre Jennifer Gonzales.

Já Juliana, a Ju Thai, tem na luta em pé sua especialidade, como o apelido sugere. Ex-lutadora do Invicta FC, ela chegou ao UFC em julho de 2014 e estreou com derrota para a futura campeã Joanna Jedrzejczyk. Em sua última luta, no último mês de novembro, Juliana se recuperou do revés com vitória por decisão unãnime sobre Nina Ansaroff.

UFC Fight Night: Condit x Pitbull

Goiânia Arena, Goiás

Sábado, 30 de maio

Carlos Condit x Thiago Pitbull

Nik Lentz x Charles do Bronx

KJ Noons x Alex Cowboy

Francimar Bodão x Ryan Jimmo

Wendell Negão x TJ Waldburger

Norman Parke x Francisco Massaranduba

Rony Jason x Damon Jackson

Jussier Formiga x Wilson Reis

Elizeu Capoeira x Nicolas Dalby

Lucas Mineiro x Mirsad Bektic

Juliana Lima x Ericka Almeida

Luiz Besouro x Tom Breese

Leia mais ...

Jungle Fight adiciona mais uma disputa de cinturão no card da próxima edição

Wallid Ismail, presidente do Jungle Fight, selecionou mais uma disputa de cinturão que promete deixar a edição número 78 ainda mais emocionante. O combate será a luta co-principal da noite pelo topo da categoria dos pesos-leves (até 70kg), vago após ida de Tiago Trator para o UFC, entre o brasiliense Diogo ‘Fofão’ e Ciro ‘Bad Boy’, de Natal. O evento acontece no dia 20 de junho, no clube Sírio, em São Paulo, com transmissão ao vivo da Band Sports e Band TV. Na América do Sul, o evento será transmitido pela ESPN 3, enquanto a ESPN Deportes mostra ao vivo para os Estados Unidos.

Especialista no jiu-jistsu, Diogo Fofão, de 27 anos, tem nove vitórias e apenas uma derrota na carreira e recebeu como um prêmio a oportunidade de disputar o título do Jungle. Para ele, é fruto de seu trabalho sendo reconhecido. O atleta trabalhava no senado como assessor parlamentar da CCJ - Comissão de Constituição e Justiça, o que lhe dava uma vida estável e equilibrada, porém, amante do MMA, resolveu focar em seu maior sonho após assistir uma entrevista de Wallid.

“Eu vi o Wallid dizendo em entrevista que o lutador não pode ter plano b e aquilo mexeu comigo. Não posso ter um plano b. Meu foco é ser lutador e preciso me concentrar no que eu faço. Desde que saí do senado, percebo que pude evoluir e nosso presidente tinha razão. Só tenho a agradecer ao Wallid pela oportunidade e, com certeza, vou sair vitorioso dessa luta porque mereço, venho numa pegada muito forte e chegou a minha vez”, comemorou Diogo.

Mesmo com apenas 25 anos, Ciro ‘Bad Boy’ tem um pouco mais de experiência no MMA e já alcança dezessete vitórias contra cinco derrotas. O atleta, muito bom no thai-boxing e jiu-jitsu, viajou para o Rio de Janeiro buscando treinar sempre com os melhores e garante estar preparado para o cinturão.

“Estou muito bem preparado para essa luta. Fiz boa parte do meu camp no Rio de Janeiro sob o comando do Mestre André Pederneiras, mas já voltei para fazer esse último mês de treinos aqui em Natal”, comentou Ciro.

‘Bad Boy’ fez questão de elogiar seu adversário, mas, como nunca foi finalizado ou nocauteado, ele confia em seu jogo e já tem uma estratégia para a vitória: partir para cima o tempo todo.

“O Fofão é um cara duro e tem a mão de trás boa, mas nada que me intimide pois nunca fui nocauteado ou finalizado em uma luta e tenho certeza que ele vai ter muita dificuldade com o meu jogo. Vou caçá-lo dentro Arena Jungle, buscando o nocaute ou a finalização o tempo todo. Confio muito no meu preparo físico e por isso não preciso economizar”, garantiu.

Como de praxe, Wallid Ismail confia que os guerreiros que seleciona para as disputas são capazes de lutar para cima do adversário, com raça e determinação, o que proporciona duelos de alto nível na Arena Jungle.

“O Jungle Fight 78 vai ser mais um evento cheio de finalizações e nocautes. Essa é a característica dos guerreiros da selva e essa disputa de cinturão não vai ser diferente: um grande show para quem está assistindo”, apostou Wallid.

Jungle Fight 78 São Paulo

Data: 20 de junho

Local: Clube Sírio - Av. Indianópolis, 1192 - Planalto Paulista, São Paulo – SP

Card provisório:

Bruno Lopes (011 Team) x Alvaro Correa (Top Brother - Paraguai) – Cinturão Meio-Médio 77kg 

Ciro "Bad Boy" (Kimura NU) x Diogo "Fofão" (Constrictor Team) - Cinturão Peso-Leve 70kG 

Rander Junio (Constrictor Team) x Tiago Alves (Tiago Alves Team) 70kg

Marcus Vinicius (XGym) x Handesson "Boy Doido" Ferreira (Kimura NU) 77kg 

Davi Tata X Denis ‘Alagoas’ Silva (Peso Pesado Gold Team) 61KG

Nathan Pinheiro Batista (Team Nogueira) x Maike Kinhares Galvão (Constrictor Team) 66kg

Quemuel Ottoni (Família Komodo) x Wellington Negão (Peso Pesado Gold Team) 84KG

______________________________________________________________________________

Otávio Sagas (Bronxs Gold Team) x Daniel Monstrão (Nigue Team) 77KG

Emanuel Gabriel (Marcelo Ribas Team) X Carlos Alberto Júnior (Equipe Komodo) 66KG

Leia mais ...

Apesar da 'mão de pedra', campeão do Jungle Fight prefere atacar seus adversários com o jiu-jitsu

Embora ostente a alcunha de "Mão de Pedra", o campeão meio-pesado do Jungle Fight, Dirlei Broenstrup, é oriundo da arte suave, e se orgulha disso. Eficiente no solo, ele finalizou o uruguaio Gustavo Alfonso no último fim de semana para defender com sucesso o título da organização. Ainda dentro da arena Jungle, ele bateu um papo com o PVT.
 
"Vim para finalizar no primeiro round, entrei forte, muita pressão, mas ele é muito duro, muito alto, versátil e difícil de se jogar. Mas colhi os frutos dos treinamentos duros que passei. Treino com vários cascas grossas na minha equipe, então eu sempre estou preparado. Sou faixa marrom de jiu-jitsu, minha praia é o chão, o wreslting, mas como consegui cinco nocautes consecutivos, meus companheiros me apelidaram de 'Mão de Pedra'. Mas tenho orgulho em dizer que sou  do jiu-jitsu", afirma o lutador, fã do russo Fedor Emilianenko.
 
Sonhando com uma chance no UFC, Dirlei Mão de Pedra ainda não vive apenas das artes marciais. Quando não está treinando, ele está salvando vidas. Condutor do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), ele exalta seu amor pela profissão, mas diz que, se for preciso, abandona o cargo para se dedicar à carreira de lutador. 
 
"Adoro meu trabalho, adoro me envolver com pessoas e salvar vidas, mas meu sonho é lutar no Ultimate. Venho de sete vitórias consecutivas e acho que mereço essa oportunidade. Com certeza, se me derem, darei um grande show quando chegar lá. Graças ao meu trabalho no SAMU, minha mente está sempre forte e estou pronto para qualquer situação, preparado para a guerra em todas as horas", garante.

 

Leia mais ...

'Se não amarrar, volta: Wallid Ismail exalta raça de lutadores derrotados na última edição do Jungle Fight

Na tradição do Jungle Fight, a letra é uma só: lutador que luta com raça e parte para cima do adversário, mesmo que perca, volta para a Arena Jungle. Já aqueles que vencem amarrando o combate e esperam a vitória por decisão dos juízes, acabam demitidos, como aconteceu em casos pontuais nas edições 75 e 76.

No último sábado, o Jungle Fight 77, em Foz do Iguaçu, foi especial: trocação, agressividade no solo e lutadores partindo para cima dos adversários deixaram o presidente da organização, Wallid Ismail, satisfeito com o que viu e confiante na volta de atletas como Arif Lazar, Debora Dias, Douglas Moura e Nildo 'Katchal', que lutaram com garra e tiveram excelentes performances - um verdadeiro show para o público.

"Esses caras e a Debora lutaram com raça e determinação para dar show. Essa é a lei da selva: guerreiro que luta agressivo volta, todos que voltam é porque deram show. Estou muito feliz que nesse Jungle 77 as lutas foram excelentes e todos voltam assim que estiverem aptos para lutar", garantiu Wallid.

O paraense Nildo ‘Katchal’, destaque do MMA nacional e antigo campeão peso-mosca, perdeu o cinturão para Bruno ‘The Talent’ por decisão dos juízes, mas buscou o combate o tempo todo, o que deixou a luta empolgante e disputada.

“O Bruno é um atleta muito duro, mas na minha melhor forma, essa luta teria sido muito diferente. Vou treinar duro de novo, vou correr atrás do prejuízo pois eu sei que tenho possibilidade de trazer novamente esse cinturão para Belém. Se eu cheguei a ser campeão, não foi por acaso, foi por mérito, eu trabalhei muito para isso e lutei com os melhores. Sou capacitado para qualquer desafio. Ele quer guerra, vai ter guerra. Vou treinar focado e pensando nele. O próximo encontro vai ser diferente, isso eu garanto”, disse Katchal.

Douglas Moura, atleta da Team Nogueira, no Rio de Janeiro, foi outro que perdeu no Jungle Fight 77, dessa vez, por nocaute técnico para seu xará Douglas Bertazini mas, pela sua determinação e pela brilhante luta, está credenciado a voltar para a Arena Jungle.

“Só tenho a agradecer a chance que estou recebendo de novo. Já que o Wallid quer que eu volte, vou trabalhar para mais uma guerra. Sempre lutei como nosso presidente gosta: para nocautear ou finalizar. Infelizmente fugi um pouco da estratégia e entrei no jogo do meu adversário, mas meu estilo é muito agressivo; gosto de ganhar assim, dando show para a torcida”, disse Douglas, contente com oportunidade.

Leia mais ...

Brunão Lopes coloca cinturão meio-médio em disputa Sul-americana no Jungle Fight 78, em São Paulo

O próximo Jungle Fight já tem data e local definidos: a edição número 78 será dia 20 de junho, no ginásio do Clube Sírio, em São Paulo, com duelo de invictos sul-americanos pelo cinturão meio-médio (até 77kg). A disputa será entre o brasileiro e atual campeão da categoria, Bruno Lopes, e o paraguaio Álvaro ‘The Hulk’ Correa. O evento terá transmissão ao vivo da Band Sports, Band Tv e ESPN Deportes.

‘Brunão’ Lopes conquistou o topo da categoria ao derrotar por decisão unânime o norte-americano de origem mexicana José Dias ‘Suavecito’, no Jungle Fight 76, na cidade de Itu, no último mês de abril, em uma luta fantástica, na qual os dois atletas se entregaram ao combate e saíram esgotados da Arena Jungle. O brasileiro está invicto com cinco vitórias no MMA – as últimas três no Jungle Fight - e nenhuma derrota.

O desafiante paraguaio também vem de um belo triunfo na mesma edição em que Bruno faturou o cinturão. Na ocasião, Alvaro nocauteou Arthur Ribas ainda no primeiro round. O Atleta da academia Top Brothers – Paraguay impressiona com seu cartel de 7 vitórias e nenhuma derrota – todas elas por nocaute.

Presidente da organização, Wallid Ismail aposta em mais um ótimo evento com casa cheia e lutas emocionantes para o público amante do MMA. Ismail reforçou que lutadores da selva entram em combate para nocautear ou finalizar.

“Vai ser mais um excepcional Jungle Fight. Sem dúvidas vamos lotar o clube Sírio e mostrar como o público brasileiro abraçou esse esporte fenomenal que é o MMA. Vai ser mais uma guerra na selva”, garantiu Wallid.

Jungle Fight 78 São Paulo
Data: 20/06
Local: Clube Sírio - Av. Indianópolis, 1192 - Planalto Paulista, São Paulo – SP
Transmissão: Band Sports e Band Tv

Confira o card provisório do Jungle Fight 78:

Bruno Lopes (O11 Team) X Alvaro Correa (Top Brothers-Paraguay) cinturão peso meio-médio 77kg
Ever ‘EL Dragon’ Gonzales (Top Brothers-Paraguay) x Gaston Mansur (Nigue Team – Chile) 57KG
Rander Junio (Constrictor Team) x Tiago Alves (Tiago Alves Team) 70 kg
Marxus Vinicius (X-GYM) x Handesson “Boy Doido" Ferreira (Kimura NU) 77kg
Otávio ‘Sagáz’ (Bronxs Gold Team) x Daniel Monstrão (Nigue Team)

Leia mais ...

Jungle Fight 77: nocautes, finalizações, manutenção de cinturão e um novo campeão

Realizada nesta madrugada, a 77ª edição do Jungle Fight foi um sucesso. Além de casa cheia, o card do evento, que teve como palco a cidade paranaense de Foz do Iguaçu, teve excelentes lutas, alguns nocautes e, principalmente, muitas finalizações, tanto que os juízes laterais só decidiram uma luta, na qual Bruno Talent desbancou o então campeão Nildo Katchal para faturar o cinturão peso-mosca da organização. Na luta principal, Dirlei Mão de Pedra finalizou Alfonso Garrido com um esgana-galo e se manteve como campeão meio-pesado. No melhor combate da noite, os xarás Douglas Bertazini e Douglas Moura deram um verdadeiro espetáculo. Melhor para Bertazini, que teve o braço levantado após nocautear.

‘Mão de Pedra’ não dá chances para Alfonso Garrido e segue campeão meio-pesado

A luta principal pelo cinturão meio-pesado trouxe mais um combate sul-americano. Dirlei ‘Mão de Pedra’ entrou na Arena Jungle para defender o cinturão contra o uruguaio Alfonso Garrido e conseguiu logo uma boa queda, se posicionou por cima e trabalhou muito bem o jiu-jitsu. O atleta do Rio Grande do Sul quase finalizou com um triângulo, mas o uruguaio conseguiu escapar com categoria. O brasileiro seguiu melhor e dominou completamente o primeiro round. Logo que o árbitro autorizou o início do segundo round, Dirlei aplicou mais uma boa queda e se manteve por cima o tempo todo, foi para a montada e aplicou muitos golpes no rosto do uruguaio. Com 4 minutos e 41 segundos do segundo round, o brasileiro escapou para as costas e pegou o uruguaio no esgana-galo. Não teve jeito: cinturão no Brasil.

IMG 5324

Durante a semana, ‘Mão de Pedra’, que trabalha no SAMU, havia dito que levaria o uruguaio ao hospital caso fosse necessário. Dito e feito. Após o combate, Dirlei mandou um recado para seus companheiros de trabalho. “Manter o cinturão é muito difícil. O campeão é sempre o mais visado da categoria. Agradeço a Deus e ao Wallid pela oportunidade. Um beijo para todas as mães que estão nos assistindo e um abraço a todos os socorristas do Brasil que fazem um excelente trabalho. Quero voltar muitas vezes. Trabalho forte para sempre dar show”, afirmou o campeão que alcançou a décima terceira vitória em seu cartel.

Bruno ‘The Talent’ Menezes desbanca ‘Katchal’ e fica com cinturão peso-mosca

A disputa do cinturão peso-mosca (57 kg) começou com o paraense Nildo ‘Katchal’ apostando no que tem de melhor: muitos chutes para cima o atleta da Bahia Bruno ‘The Talent’, que também conseguia aplicar seus golpes, porém, Nildo estava levando a melhor em pé e, percebendo a desvantagem, Bruno tratou de levar a luta para o chão, onde foi muito bem e terminou o primeiro round vencendo o combate. No segundo round, mais um golpe baixo na Arena Jungle, dessa vez mais leve, Nildo acertou sem querer seu adversário, que voltou rapidamente para a luta. Katchal tentava muitos chutes e conseguiu achar muito bem a linha de cintura e canela de ‘The Talent’ que, em seguida, acertou um direto de direita em ‘Katchal’ – belo knockdown. Por cima, Bruno trabalhou bem o ground and pound e seguiu pontuando com bons socos no rosto de ‘Katchal’.

IMG 4661

O terceiro assalto começou e logo Bruno aproveitou uma escorregada do adversário e acertou boa joelhada voadora. Os duríssimos diretos e cruzados de Bruno deixaram Nildo visivelmente tonto, mas ele aguentou o combate até o final, deixando a decisão para os juízes que, por decisão unânime, deram a vitória para ‘The Talent’ – novo campeão peso-mosca do maior evento de MMA da América Latina. Logo após a disputa, o novo campeão esbanjou confiança no sucesso de sua promissora carreira. “Chegou minha vez de mostrar meu trabalho. Estou muito feliz de ser o campeão desse evento que é gigante. Agora é só comemorar. Bruno ‘The Talent’ chegou e pode vir qualquer um”, disse Bruno que chegou a sua décima quinta vitória no MMA.

‘El Loco’ Bertazini sente golpe baixo, volta para o combate e consegue belo nocaute em luta espetacular

IMG 4091

No último combate antes das disputas de cinturão, os xarás Douglas Moura e Douglas Bertazini entraram querendo dar show para o público. O combate começou quente, mas logo Bertazini sentiu um golpe baixo e demorou alguns minutos até conseguir se recuperar. De pé, ‘El Loco’ voltou para o cage e pareceu que a lesão o deixou mais ligado no combate: o atleta conseguiu duros golpes em cima do adversário e fechou o primeiro round em vantagem, o que trouxe torcida para o seu lado. A volta para o segundo assalto foi incrível! Muita movimentação e sobrando trocação de ambos os lados, os atletas alternaram duros golpes até que, aos 2 minutos e 35 segundos do segundo round, ‘El Loco’ Bertazini conseguiu uma sequência de golpes que levaram Moura ao chão. Que luta! Mais um show! Bertazini comentou mais uma luta espetacular na Arena Jungle. “Vim para a porrada e fiz o que o Wallid pediu. Lutei com um cara sensacional, revelação no Brasil. Estou muito orgulhoso de conseguir voltar para a luta e dar um show para essa torcida maravilhosa de Foz do Iguaçu".

Jungle Fight 77

Sábado, 9 de maio

Foz do Iguaçu (PR)

 Dirlei Mão de Pedra venceu Alfonso Garrido por finalização aos 4m41s do R2

Bruno Menezes venceu Nildo Katchal por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)

Douglas Bertazini venceu Douglas Moura por nocaute aos 2m35s do R2

Richard Godoy venceu Dallys Moraes por finalização aos 2m50s do R1

André Lobato venceu Martin La Maquina por nocaute técnico aos 4m16s do R1

Francisco Valdines Silva venceu Fernando Duarte Guerra por nocaute aos 4m36s do R1

Amanda Lemos venceu Debora Dias por nocaute aos 3m23s do R1

Vinicius Salvador venceu Arif Lazart por nocaute técnico aos 4m35s do R2

Jeferson Oliveira venceu Ivan Tulio Benegas por finalização aos 2m57s do R1

Ricelli Lira venceu Edson Chokito por finalização aos 2m34s do R1

Kelles Albuquerque venceu Edson Jairo da Silva por finalização a 1m04s do R2

Leia mais ...

Jungle Fight 77 tem 2 cinturões em jogo; loira de biquíni e salto alto chama a atenção durante a pesagem

O Jungle Fight desembarca mais uma vez na cidade paranaense de Foz do Iguaçu. Em sua edição de número 77, o evento apresenta 11 lutas de MMA, com direito a duas disputas de cinturões: na luta principal, Dirlei Mão de Pedra defende o título até 93kg contra o uruguaio Gustavo Samurai; antes, Nildo Katchal defende o título até 57kg contra Bruno Talent. O evento, que acontece neste sábado, terá transmissão ao vivo da Band Sports a partir de 22h e Band a partir de 01h. O Portal UOL também transmite o evento.

Lutadora de biquíni e salto alto rouba a cena ao subir na balança

A pesagem oficial do Jungle Fight 77 aconteceu na tarde desta sexta-feira, na Usina de Itaipu, também na cidade paranaense. Com encaradas respeitosas, o que mais chamou a atenção durante a cerimônia foi a pesagem da estreante Debora Dias Nascimento, escalada para enfrentar Amanda Lemos de Oliveira pela categoria dos galos. Dona de um corpo escultural, a loira, natural do de Castro, no Paraná, subiu à balança de biquíni e salto alto, arrancando suspiros dos marmanjos presentes.

IMG 0608

Presidente do Jungle Fight, Wallid Ismail comentou sobre a expectativa para o grande show e mostrou-se empolgado não apenas pelos combates em si, mas também pela exposição do evento transmitido em TV aberta. O empresário também exaltou o trabalho social feito pela organização, que trocou os ingressos por alimentos. As entradas foram esgotadas em apenas dois dias e o resultado foi a arrecadação de quase 3 toneladas de alimentos que serão doados a instituições de caridade.

Confira abaixo o card completo (sujeito a alterações):

Jungle Fight 77
Sábado, 09 de maio, Foz do Iguaçu (PR)

Peso-meio-pesado (até 93kg): Dirlei Mão de Pedra (92kg) x Alfonso Garrido (92,8kg)
Peso-mosca (até 57kg): Nildo Katchal (57kg) x Bruno Menezes (56,8kg)
Peso-pena (até 66,2kg*): Richard Godoy (66,1kg) x Dallys Moraes (66,8kg)**
Peso-meio-médio (até 77,2kg*): Douglas Bertazine (77kg) x Douglas Moura (77kg)
Peso-médio (até 84,2kg): André Lobato (83,8kg) x Martin La Maquina (83,5kg)
Peso-pena (até 66,2kg*): Fernando Duarte Guerra (66kg) x Francisco Valdines Silva (65,8kg)
Peso-galo (até 61,2kg*): Amanda Lemos (60,7kg) x Debora Dias (59,8kg)
Peso-galo (até 61,2kg*): Arif Lazart (60kg) x Vinicius Salvador (61,8kg)
Peso-mosca (até 57,2kg*): Jeferson Oliveira (57kg) x Ivan Tulio Benegas (57,1kg)
Peso-meio-médio (até 77,2kg): Ricelli Lira (77,2kg) x Edson Chokito (77,2kg)
Peso-leve (até 70,2kg): Kelles Albuquerque (77kg) x Edson Jairo da Silva (76kg)

* Pesos com 200g de tolerância para lutas que não valem o cinturão
** Lutador não bateu o peso

Leia mais ...

Jungle Fight repete pesagem com Cataratas do Iguaçu de fundo

O Jungle Fight está de volta a Foz do Iguaçu. Sempre bem recebido na cidade paranaense, o evento lotou o ginásio Costa Cavalcanti em 2014 e movimentou o turismo da cidade. A expectativa é que o sucesso se repita. Os combates terão transmissão ao vivo da Band Sports, Portal Uol e Band Tv.

A pesagem para a disputa do Jungle Fight 77 está confirmada para o dia 08 de maio (próxima sexta-feira) com visual privilegiado: os atletas enfrentarão a balança no Parque Nacional do Iguaçu, às 16 horas. Endereço: Avenida das Cataratas, BR-469, KM18, Foz do Iguaçu/PR.

O evento vai presentear a cidade de Foz do Iguaçu com duas disputas de cinturão e um total de 11 lutas. Na luta principal da noite, Dirlei Mão de Pedra vai defender o título dos meio-pesados contra o uruguaio Alfonso Garrido, enquanto Nildo Katchau, atual campeão peso-mosca vai defender o cinturão da categoria contra o baiano Bruno Menezes, no co-evento principal.

Jungle Fight 77

Local: Ginásio Costa Cavalcanti, Foz do Iguaçu - PR

Horário: 22:00

Confira o card (sujeito a alterações)

1. Dirlei 'Mão de Pedra’ x Alfonso Garrido (Fredy Sukata Team/Uruguai) - cinturão 93kg

2. Nildo "Katchau" (Roxo Striker) x Bruno "The Talent" Menezes (Champion Team) - cinturão 57kg

3. Richard Godoy (Thai Brasil/Foz) x Dallys Moraes (Helluz Team - Paraguai) 66kg 

4. Douglas Bertazine (CT Miguel Repanas) x Douglas Moura (Team Nogueira RJ) 77kg

5. André Lobato (Lobato Team) x Martin "La Maquina" Ottaviano (Fredy Sukata Team/Argentina) 84kg

6. Fernando Duarte Guerra (Ferfight Brothers/CM System) x Francisco Valdines Silva (Pitbull Brothers) 66Kg

7. Amanda  ‘Amandinha’ Lemos (Marajó Brothers Team) x Debora Dias 61kg

___________________________________________________________________

8. Arif 'El Demonio' Lazart x Vinicius Salvador 'O Fenômeno' 61kg

9. Jeferson "Jerri" Oliveira (Union of monster fight/Furnas) x Ivan Tulio Benegas (Paraguai) 57 kg

10. Ricelli "Frankestein" Lira (Union of monster fight/furnas) x Edson "Chokito" Nilson (Orions Bjj/Foz) 77 kg

11. Kelles Albuquerque (Union of monster fight/furnas) x Edson Jairo da Silva (Soto MMA/foz) 70 kg

Leia mais ...

Jungle Fight 77: funcionário do SAMU, Mão de Pedra avisa ao adversário: 'posso levá-lo ao hospital depois da luta'

Dirlei Broensrtup ou “Mão de Pedra”, como é conhecido no mundo das artes marciais, é o atual campeão meio-pesado do Jungle Fight e e vai defender o cinturão da categoria contra o uruguaio Alfonso Garrido na edição de número 77 do evento, programado para o dia 9 de maio, em Foz do Iguaçu. O evento será transmitido, ao vivo, pelo Portal Uol, Band Sports e Band TV.

Até aí, nenhuma novidade. O que muitos não sabem e o apelido imponente pode esconder, é um outro lado da vida do campeão, um lado pouco mais solidário: Dirlei foi condutor de ambulância da prefeitura de Westfalia, interior do Rio Grande do Sul e, hoje, trabalha no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) socorrendo vítimas de acidentes.

“Quando entrei no SAMU, já era atleta do MMA – treinava e competia. Mas, como tenho família, não dava para ser somente atleta, precisava fazer alguma outra coisa que completasse o orçamento. Fiz curso de emergência e pré hospitalar. Foi quando passei no concurso e comecei a trabalhar na prefeitura”, contou Dirlei.

Com essa dupla jornada entre trabalho e treinamentos, o atleta de 33 anos está de férias no SAMU e pode se dedicar 100% à luta principal do Jungle Fight 77

“Divido meu horário de trabalho com os treinos. Trabalho dia sim, dia não, então, treino durante o dia nas minhas folgas e todos os dias no horário da noite. Agora estou de férias e posso concentrar totalmente na luta”

Quando muitos podem imaginar uma rotina cansativa e desgastante, Dirlei prefere tirar lições positivas e considera o trabalho na ambulância fundamental para seu crescimento como cidadão e, mais ainda, como ser humano.

“Acho bem legal trabalhar no SAMU. Me deixa mais humano e ajuda a manter a humildade, pois vejo de perto a dificuldade das pessoas”.

Faltando poucos dias para o combate que pode manter “Mão de Pedra” no topo da categoria, ele revela que evoluiu em algumas modalidades e está preparado para qualquer situação que o combate apresentar.

“Estou treinando duro e forte em todas as áreas. Acredito na minha trocação. Melhorei meu muay thai e acho que vou conseguir vencer o duelo por nocaute. Estou acostumado a socorrer pessoas que precisam de atendimento, então, se o uruguaio quiser, posso levá-lo ao hospital depois da luta”, finalizou com bom humor.

O Jungle Fight 77 ainda vai presentear a cidade de Foz do Iguaçu com outra disputa de cinturão. Nildo Katchau, atual campeão peso-mosca vai defender o título da categoria contra o baiano Bruno Menezes, no co-evento principal da noite.

Jungle Fight 77

Local: Ginásio Costa Cavalcanti, Foz do Iguaçu - PR

Horário: 22:00

Trnamissão: Portal Uol, Band Sports e Band TV

1. Dirlei 'Mão de Pedra’ x Alfonso Garrido (Fredy Sukata Team/Uruguai) - cinturão 93kg

2. Nildo "Katchau" (Roxo Striker) x Bruno "The Talent" Menezes (Champion Team) - cinturão 57kg

3. Richard Godoy (Thai Brasil/Foz) x Dallys Moraes (Helluz Team - Paraguai) 66kg  

4. Douglas Bertazine (CT Miguel Repanas) x Douglas Moura (Team Nogueira RJ) 77kg

5. André Lobato (Lobato Team) x Martin "La Maquina" Ottaviano (Fredy Sukata Team/Argentina) 84kg

6. Fernando Duarte Guerra (Ferfight Brothers/CM System) x Francisco Valdines Silva (Pitbull Brothers) 66Kg

7. Amanda  ‘Amandinha’ Lemos (Marajó Brothers Team) x Debora Dias 61kg

___________________________________________________________________

8. Arif 'El Demonio' Lazart x Vinicius Salvador 'O Fenômeno' 61kg

9. Jeferson "Jerri" Oliveira (Union of monster fight/Furnas) x Ivan Tulio Benegas (Paraguai) 57 kg

10. Ricelli "Frankestein" Lira (Union of monster fight/furnas) x Edson "Chokito" Nilson (Orions Bjj/Foz) 77 kg

11. Kelles Albuquerque (Union of monster fight/furnas) x Edson Jairo da Silva (Soto MMA/foz) 70 kg

Leia mais ...
Assinar este feed RSS