download theme

Bonus for new user http://bet365.artbetting.gr 100% bonus by bet365.

bet365.artbetting.co.uk

Maike Linhares e Rodrigo Praia disputam cinturão dos galos no Jungle Fight 81, no Tocantins

Em setembro de 2003, Wallid Ismail promovia a primeira edição do Jungle Fight. Passados 12 anos, o evento conquistou o público fã de MMA e vem massificando o esporte por todo o país. A edição comemorativa do décimo segundo aniversário da selva está confirmada para o dia 12 de setembro, em Palmas – TO, com 17 lutas e um cinturão em disputa.

Maike Linhares, natural de Palmas e representando a Constrictor Team, enfrenta o amazonense Rodrigo Praia, que treina na Team Nogeuria do Rio de Janeiro, pelo topo da categoria dos galos. Invicto com oito vitórias em oito lutas, Maike acredita que a energia da torcida a seu favor pode ser um diferencial.

“A expectativa está muito grande para esse Jungle Fight 81. Vai ser uma satisfação indescritível disputar esse cinturão na minha cidade. Estou preparado e venho treinando muita trocação, boxe, jiu-jitsu, wrestling... quero aproveitar a oportunidade aonde ela aparecer, seja em pé ou no chão, vou para lutar MMA. Vou me esforçar ao máximo para dar show na Arena e conto com a torcida, a energia e o apoio de todos os palmenses”, afirmou o atleta da casa.

Rodrigo Praia também apresenta um belo cartel no MMA. O atleta da Team Nogueira tem dez vitórias contra uma derrota na carreira, e vem numa sequência de quatro triunfos consecutivos. O último, no Jungle Fight 79, em julho deste ano, nocauteou Hugo Rocha ainda no primeiro round. Para ele, vencer o cinturão do Jungle Fight é especial.

“Estou muito confiante, focado e treinando bastante com a minha equipe. Podem esperar um bom combate com o Maike e acredito que vou levar esse cinturão para o Amazonas e para minha cidade de Coari. Vai ser uma honra chegar lá com o cinturão do maior evento da América Latina. Estou treinando bem, com muita disposição... a mil por hora. Podem ter certeza que vai ser uma guerra dentro da Arena. Ganhando esse título, as coisas vão melhorar na minha vida, afinal, não é qualquer evento, é o cinturão do Jungle Fight”, disse Rodrigo.

O show vai marcar a reinauguração do ginásio Ayrton Senna. Totalmente reformado e modernizado, um dos principais centros esportivos da cidade está pronto para receber um evento de porte internacional. O prefeito Carlos Amastha comentou a importância do incentivo ao esporte na cidade.

"Que maravilha ter a oportunidade de ter o Jungle Fight em Palmas né?! E no dia 12 de setembro, 41 dias antes do início dos Jogos Mundiais Indígenas. Nada melhor que esse esquenta com um grande evento, para outro grande evento. Aqui em Palmas o esporte não existia. As coisas aconteciam por acontecer não existia uma política de apoio. ‘A gente’ estava certo apostando no esporte. O trabalho que está sendo feito de divulgação e de participação esportiva está nos dando muito orgulho. Isso é maravilhoso. Isso significa uma cidade com menos problemas em todas as áreas", pontuou o prefeito.

Presidente da organização, Wallid Ismail, não escondeu a satisfação em completar o décimo segundo aniversário com o Jungle e reforçou a ideia de massificar o MMA pelo Brasil que, para ele, é a terra da luta.

"Esse aniversário de 12 anos do Jungle vai ser muito especial. Nossa audiência só cresce na Band aberta e já somos o evento líder na Bandsports. Ainda tem a pareceria com a ESPN Deportes e ESPN3 que levam o Jungle Fight para os Estados Unidos e América Latina há cinco anos. É um momento incrível e estou muito feliz. Estamos chegando em Tocantins, que é um estado com muito potencial para o MMA. A ideia é seguir trabalhando para massificar as artes marciais mistas por todo o país”, finalizou.

Card Jungle Fight 81: (sujeito a alterações) 

 

17- Maike Linhares (Constrictor Team/Tocantins) x Rodrigo Praia (Team Nogueira/Amazonas) CINTURÃO 61KG

16- Nildo Katchau (Roxo Team/Pará) x Paulinho Capoeira (Team Cardoso/Amazonas) 57KG

15- Martin Bravo (Entram Gym/México) x Dallys Moraes Gama (OCS Team/Tocantins) 66KG

14- Polyana Mota (Sombra Top Team/Granola Brnx/Pará) x Karoline Teles (Tatame Fight) 52 KG

13- Rander Junio (Constrictor Team/Brasília) x Jesse Mello (Luis Brito MMA-Synergy/Rio Grande do Sul) 70KG

12- Paulo de Oliveira (Team Cardoso/Manaus) x Edmarom Santos (Dyogo Teles/Palmas) 57KG

11- José Alday (Total Gym/México) x Nelson Tampina (Dyogo Teles/Palmas) 61KG 

10- Heberth Sousa (Constrictor Team/Brasília) x Delberth Lamarck (Eduardo Team) 57KG

9- Josimar Ninja (Constrictor Team/Brasília) x Toninho Marajó (Marajó Brothers/Pará) 66KG

8- Michel Sassarito (SD System/Chequemat/Amazonas) x Lucio Curado (Cerrado MMA/Brasília) 70KG

7- Denes Carvalho (Thai-Boxe/Pará) x Rayner Silva (Team Cardoso/Amazonas) 57KG 

6- Luiz Fábio “Fábio Mocotó” (Tatame Fight/Tocantins) x Kelles "Fúria” Albuquerque (Union of Monster/Paraíba) 77kg

5- Deroci Barbosa (Riva Fight/Acre) x Matheus “Capataz” Andrade (Full House/Minas Gerais) 66KG

4- Paulo Rodrigo (Paulo Irmão) x Carlos “Carlin” Soares (Gordin Fight/Minas Gerais) 61KG

3- Joanio “Radar” Silva (Crispin Team) x Elias "Índio” Santos (Union of Monster Fighters/Amazonas) 70kg

2- Fabiana Barrenquevitcz (Palmas) x Mayra Rodriguez (BTT-Anápolis/Goiás) 61KG

1- Dyogo Teles (Dyogo Teles/Palmas) x Diego Magalhães (Popó Fight Club/Brasília) 84KG

 
Leia mais ...

Jungle Fight 80 tem duas disputas de cinturões e pegadinha durante a pesagem

A 80ª edição do Jungle Fight promove duas disputas de cinturões na noite deste sábado, no ginásio do Morumbi, em São Paulo. Na luta principal, o experiente Bruno Menezes defende pela primeira vez o título peso-mosca da organização, e terá pela frente o anfitrião e também tarimbado Zé Reborn. Antes, Alexandre Hoffmann e Andre Lobato duelam pelo posto de campeão da categoria dos médios, atualmente vago. Todos os protagonistas desta edição do show foram felizes durante a pesagem oficial, realizada na tarde desta sexta-feira no hotel Caesar Business.

Encaradas e pegadinha 
 
Em uma encarada enérgica, o campeão Bruno Menezes olhou no fundo dos olhos do desafiante Ze Reborn, apontou para o cinturão segurado pelo presidente do Jungle Fight, Wallid Ismail, e disse com autoridade: "esse é meu! Esse é meu!". Com a calma de sempre, Reborn apenas posou para a foto. Alexandre Hoffmann e André Lobato fizeram uma encarada mais tranquila, apenas por formalidade.
 
Já Alexandre Cidade e Arlen Banks quase fizeram Wallid Ismail arrancar os cabelos que não tem. Companheiros da seletiva da última edição do reality show The Ultimate Fighter Brasil, os pesos leves combinaram de pregar uma peça nos presentes. Como se houvesse rivalidade, Cidade foi como um touro param cima do colega de profissão e os dois se chocaram, inclusive batendo cabeça. Surpreendido, o presidente da organização entrou no meio para separar. Em meio a gargalhadas, os lutadores se abraçaram e revelaram a brincadeira, para alívio de Wallid, que riu junto e aprovou a pegadinha. 
 
PicMonkey Collage
 
 O Jungle Fight 80 sera transmitido ao vivo, a partir das 21h, pela Band Sports e Portal Band. A Band aberta inicia a transmissão, também ao vivo, a partir de 01h. A ESPN Deportes, para os EUA, e a ESPN 3, para o restante da America Latina, transmitem todas as emoções com delay. 
 
Confira abaixo o card completo (sujeito a alterações):
 
Jungle Fight 80
Ginásio do Ibirapuera, São Paulo-SP
Sábado, 22 de agosto de 2015
 
-Bruno Menezes (Champion Team) x José “Zé Reborn” Alexandre (Reborn Team) - Cinturão 57 kg

-Alexandre Hoffmann (Fabiano Boxer) x André Lobato (Marajó Brothers) -  Cinturão 84 kg

-Quemuel Ottoni (Família Komodo) x Jackson Mora (Team ffc - Peru) 84 kg

-Alexandre Cidade (Tavares Team) x Arlen "Banks" Ribeiro (V8 MMA) 70 kg

-Adriano Balby (Balby Team - AM) x Douglas Rakchal (Gordin Team) 84 kg

-Debora Dias (Foz do Iguaçu) x Natasha Frazão “Viúva Negra” (Bronx’s Gold Team) 52 kg

-Jhonatan Bombeiro (Vem Viver Team) x Francisco Neves “Chicão” (Ryan Gracie/Tiger FTT) 70 kg

-Dioginis "Overeen" Souza (Power Lotus Team) x Renan Romes da Silva (Dragões Kickboxing/Higen Team) 66 kg

Card Social Furnas

-Danilo Andreani (colisão Jiu jitsu) x Hermison Oliveira (Charles Oliveira Gold Team) 57 kg

-Daniel "Monstrão" Nery (Nigue Team) x Caio Gregorio (Gordin Team) 77 kg

-Thiago Santos (Família Furacão) x Antonio"Frankestein"Ricelli (Union of Monster/Furnas) 77 kg

-Eduardo "Bombeiro" Pedrosa (Colisão MMA) x Anderson "Buzika" de Souza (Inside/Munil Adriano Team) 66 kg

-Carlos Alberto Silva (Chute Boxe Piraju) x Lucas Campos (Arenna Academy/Higen Team) 77 kg

-Jeferson"jerry"de Oliveira (Union of Monster/furnas) x Rafael Costa (Bronx's Gold Team) 57 Kg

K1 Rules – Categoria até 85Kg

Fernando ‘Chakal’ (Goes Team) vs Rodolfo ‘Cavalo’ (Brazilian Alves MMA/SPFC/Rocha Fight)

Leia mais ...

Tocantins receberá edição comemorativa de 12 anos do Jungle Fight em setembro

A cidade de Palmas será palco de uma edição especial do Jungle Fight, que completa 12 anos em setembro. O anúncio contou com a presença do prefeito Carlos Amastha, do presidente da organização, Wallid Ismail, e do presidente da Fundação Municipal de Esportes e Lazer (Fundesportes), Ten. Cleyton Alen.

"Que maravilha ter a oportunidade de ter o Jungle Fight em Palmas né?! E no dia 12 de setembro, 41 dias antes do início dos Jogos Mundiais Indígenas. Nada melhor que esse esquenta com um grande evento, para outro grande evento. Aqui em Palmas o esporte não existia. As coisas aconteciam por acontecer não existia uma política de apoio. ‘A gente’ estava certo apostando no esporte. O trabalho que está sendo feito de divulgação e de participação esportiva está nos dando muito orgulho. Isso é maravilhoso. Isso significa uma cidade com menos problemas em todas as áreas", pontuou o prefeito.

Em Palmas, a edição comemorativa será realizada no dia 12 de setembro e marcará a reinauguração do ginásio Ayrton Senna.

"Será um momento marcante no esporte da Capital. Iremos reabrir as portas de um dos nossos principais equipamentos esportivos, totalmente reformado e modernizado, com um evento de renome internacional. Mais uma prova de que estamos cada vez mais presentes no cenário esportivo mundial", lembrou.

Segundo o presidente Wallid Ismail, os atletas de Palmas, incluindo os contemplados pelo Bolsa Atleta da Fundesportes, terão a oportunidade de lutar.

"Foi um pedido do prefeito que vários atletas tenham a oportunidade de lutar e nós vamos atender. O mais importante é utilizar o esporte como ferramenta de inclusão social. Em todas as cidades que o Jungle passa, o objetivo é popularizar o MMA local e massificar o esporte por todo o país. Este é o maior comprometimento do Jungle Fight. Não temos ligação com times ou academias e isso faz do Jungle um evento com credibilidade. Estou muito feliz em ver o evento completar 12 anos e ter lançado vários atletas que hoje podem dar uma vida melhor à família graças ao MMA ", comemorou Wallid.

A luta principal do evento já foi definida e vale o cinturão peso galo da organização: o palmense Maike Linhares, de 21 anos, vencedor da edição 78 enfrenta o manauara, Rodrigo Praia, de 22 anos, vencedor da edição 79. O Jungle Fight 81 será transmitido ao vivo pela Band Sports, Band e portal Band para todo o Brasil, enquanto a ESPN Deportes e ESPN 3 levam o evento para os Estados Unidos e América Latina, respectivamente. 

Leia mais ...

Perda do pai, depressão e superação: a trajetória de André Lobato, candidato ao título dos médios no Jungle Fight 80

André Lobato começou sua carreira no MMA em 2008, mas já treinava jiu-jitsu há muitos anos. Sua estreia nas artes marciais mistas foi com vitória em apenas duas semanas de treino, dali em diante, teve uma trajetória de muitas lutas, muitas batalhas e poucas derrotas – o atleta coleciona 23 triunfos contra apenas 6 derrotas. Campeão mundial de jiu-jitsu em 2014 e com a sequência de 8 vitórias consecutivas, o paraense de 30 anos conquistou o direito de disputar o cinturão dos médios (até 84 kg) do Jungle Fight, dia 22 de agosto, no ginásio do Morumbi, em São Paulo, contra o gaúcho Alexandre Hoffmann.

Apesar do sucesso imediato no MMA, a decisão de continuar no esporte não foi fácil. Lobato perdeu o pai, a quem era muito apegado, e largou os treinos, o que desencadeou uma depressão profunda, perda de foco e vontade de seguir em frente. Entretanto, ao perceber que estava desperdiçando uma possível carreira de sucesso, André resolveu lembrar e pôr em prática um dos ensinamentos daquele que foi seu maior incentivador: nunca desistir dos seus sonhos.

“Passei a me dedicar às artes marciais mistas depois que meu pai faleceu. Nós éramos muito próximos e até hoje levo a camisa dele para os combates. Ele sempre me apoiou quando competia no jiu-jitsu, torcia para que eu desse sequência à carreira de atleta, pois era a melhor maneira de me manter longe do mal caminho. Após um ano e meio sem treinar e em depressão quando ele se foi, resolvi dar a volta por cima e retomar os treinamentos, dessa vez, já no MMA. Ele sempre falou para que não desistisse dos meus objetivos e hoje estou aqui”.

Para Lobato, todo atleta deve ser completo tanto dentro, quanto fora do cage, por isso, considera George St. Pierre um ídolo, por se tratar de um cara inteligente e conhecido por dar bons exemplos. Buscando fazer sua parte e deixar um legado de toda essa trajetória, André mantém um projeto social em sua academia (Lobato Team), no Pará, que acolhe crianças e adolescentes que buscam uma vida melhor através do esporte.

“Sempre me inspirei no St Pierre. É um cara inteligente tanto na luta quanto fora, eu acho que um atleta deve ser completo e, acima de tudo, dar bons exemplos e fazer coisas legais. Temos um projeto social aqui na Lobato Team que tira muitas crianças e adolescentes das ruas e do mal caminho para se tornarem verdadeiros campeões. Hoje, já conseguimos trazer os pais dessas crianças para treinar também, está sendo muito legal e positivo”, afirmou Lobato.

Em relação ao combate do dia 22, Lobato afirmou que está indo bem com a perda de peso e focado para dar espetáculo para os fãs de MMA. Para ele, quanto mais preparado seu adversário estiver, melhor para o público.

“Treinei muito forte para essa luta, agora desaceleramos um pouco. Estou quase no peso, faltando menos de dois quilos para bater a categoria. Sei que ainda falta para o dia da pesagem, mas prefiro assim. Espero fazer um bom espetáculo para todos, vou para ganhar a luta não importa se no jiu-jitsu ou na trocação. Acredito que o meu adversário esteja treinando forte também e, com certeza, vamos dar um show na Arena Jungle. Como o mestre Wallid diz: vamos para a guerra! Se Deus quiser, vou sair com a vitória e o cinturão desse evento que é um dos maiores do mundo”, finalizou.

Para acompanhar os combates direto do ginásio do Morumbi, o público poderá procurar uma das lojas da Camisaria Colombo participantes e, na compra de R$200,00 em produtos, terá direito a um par de ingressos. Outra maneira de adquirir as entradas, é procurar as lojas Ortobom em um dos endereços abaixo e retirar os bilhetes. Cada pessoa terá direito a dois ingressos. O Jungle Fight 80 será transmitido ao vivo pela Band Sports, Band e portal Band para todo o Brasil, enquanto a ESPN Deportes e ESPN 3 levam o evento para os Estados Unidos e América Latina, respectivamente.

 

Jungle Fight 80

Data: 22/08/2015

Hora: 21 horas

Local: Ginásio do Morumbi – SP

Transmissão: Band, Band Sports, ESPN 3 e ESPN Deportes

Lojas Ortobom:

Shop. Eldorado - Av. Rebouças, 3.970, loja 303 - Pinheiros - SP - Tel (11) 3813-0221

Shop. Butantã I - Av. Profº Francisco Morato, 2.718, loja 66 - Butantã  - SP - Tel (11) 3721-0351

Shop. Jd Sul - Av. Giovanni Gronchi, 5.819, loja 211 - Morumbi - SP - Tel (11) 3771-3976

Tajurás - Av. dos Tajurás, 289, Cidade Jardim - SP - Tel (11) 2639-7703

Lojas Colombo:

Loja AV Paulista – Av Paulista , nº 664.

Loja Shop SP Market – Av das Nações Unidas, 22540

Card provisório:

Bruno Menezes (Champion Team) x José “Zé Reborn” Alexandre (Reborn Team) - Cinturão 57 kg

Alexandre Hoffman (Fabiano Boxer) x André Lobato (Marajó Brothers) -  Cinturão 84 kg 

Quemuel Ottoni (Família Komodo) x Jackson Mora (Team FFC  – Peru) 84kg

Alexandre Cidade (Tavares Team) x Arlen “Banks” Ribeiro (V8 MMA) – 70kg

Alisson Barbosa (Herman Gutierres Team) x Thiago Passos (Peso Pesado Team) 66 kg 

Debora Dias (Foz do Iguaçu) x Natasha Frazão (Viúva Negra) (Bronx’s Gold Team) 52 kg

Wellington "Negão" (Família Furacão) x João Paulo de Carvalho (Team Nogueira- Bauru) 84 kg 

Jhonatan Bombeiro (Vem Viver Team) x Marcos Anísio de Oliveira (Marreta/Raptor Khan) 70 kg

Dioginis "Overeen" Souza (Power Lotus Team) x Renan Romes da Silva (Dragões Kickboxing/Higen Team) 66kg

Card Social Furnas:

Danilo Andreani (colisão Jiu jitsu) x Hermison Oliveira (Charles Oliveira Gold Team) 57 kg 

Daniel “Monstrão” Nery (Nigue Team) x Gledson Brandão (Raptor Khan) 77 kg

Thiago Santos (Família Furacão) x Antonio "Frankestein" Ricelli(Union Of Monster/Furnas)   77 kg

Eduardo "Bombeiro" Pedrosa (Colisão MMA) x Anderson "Buzika" de Souza (Inside/Munil Adriano Team) 66 kg

Carlos Alberto Silva (Chute Boxe Piraju) x Lucas Campos (Arenna Academy/Higen Team) 77 kg

Jeferson “Jerry” Oliveira (Union of Monster/Furnas) x Rafael Costa (Bronx’s Gold Team) 57 kg

José Carlos Filho (Sérgio Moraes) x Francisco David Santos da Silva (Raptor Khan) 61 kg

Otávio Sagás (Bronx’s Gold Team) x___________________ 77 kg *

Adriano Balby (Balby Team – AM) x___________________ 84 kg *

*Devido às lesões de seus adversários, Otávio Sagás e Adriano Balby ainda não têm oponentes definidos

Leia mais ...

Jungle Fight 80: evento tem novo desafiante ao cinturão peso-mosca

A disputa pelo cinturão dos moscas (até 57 kg) na edição de número 80 do Jungle Fight sofreu uma alteração. Ariston França, que desafiaria o atual campeão, Bruno “The Talent”, sofreu uma lesão e está fora do card, que acontece dia 22 de agosto, no ginásio do Morumbi, em São Paulo. Para seu lugar, Wallid Ismail convocou o paulista Zé Reborn, que vem de três vitórias consecutivas na organização.
 
Com o cartel de 18 triunfos e 7 derrotas, Reborn, de 27 anos e atleta da Reborn Team, revelou que estará realizando um sonho ao entrar na Arena Jungle para essa disputa de título. O sentimento é de que chegou seu momento e expectativa é grande para lutar em casa e levar o cinturão para São Paulo.
 
“A expectativa é enorme, a melhor possível. Venho de três vitórias no Jungle e meu sonho era essa chance pelo título. Se a luta for trocação, eu tenho trocação, se for no chão, eu tenho chão. Independentemente como desenrolar o combate, eu tenho boas chances e, com certeza, vai ser uma luta duríssima. Vou entrar para ganhar e levar esse cinturão para São Paulo”, disse Reborn.
 
Para o atual campeão da categoria, Bruno Menezes, a estratégia continua a mesma: atacar o tempo todo explorando seu boxe de qualidade e assistir as lutas do adversário para conseguir anular seus pontos fortes.
 
“Se a característica dele for boxe, jiu-jitsu, muay thai, ou qualquer outra, eu vou para cima buscando o ataque o tempo inteiro. O objetivo é manter o cinturão. Vou procurar algumas lutas dele, mas não muda nada. Vais ser porrada o tempo inteiro, vou explorar meu boxe e quero dar um verdadeiro show para o público”, garantiu o campeão.
 
O Jungle Fight 80 terá transmissão ao vivo da Band Sports, Band e portal Band para todo o Brasil, enquanto a ESPN Deportes e ESPN 3 levam o evento para os Estados Unidos e América Latina, respectivamente.
 
Jungle Fight 80
Data: 22/08/2015
Hora: 21 horas
Local: Ginásio do Morumbi – SP
Transmissão: Band, Band Sports, ESPN 3 e ESPN Deportes
 
Card provisório:
 
Bruno Menezes (Champion Team) x José “Zé Reborn” Alexandre (Reborn Team) - Cinturão 57 kg
Alexandre Hoffman (Fabiano Boxer) x André Lobato (Marajó Brothers) -  Cinturão 84 kg 
Cristiano Estela (Peru) x Diogo "Fofão" Cavalcanti (Constrictor Team) 70 kg 
Matheus Serafim (Team Nogueira) x Adriano Balby (Balby Team - AM) 84 kg  
Wellington "Negão" (Família Furacão) x João Paulo de Carvalho (Team Nogueira- Bauru) 84 kg 
Alisson Barbosa (Herman Gutierres Team) x Thiago Passos (Peso Pesado Team) 66 kg 
Dioginis "Overeen" Souza (Power Lotus Team) x Renan Romes da Silva (Dragões Kickboxing/Higen Team) 66kg
Debora Dias (Foz do Iguaçu) x Natasha Frazão (Viúva Negra) (Bronx’s Gold Team) 52 kg
Jhonatan (Vem Viver Team) x Marcos Anísio de Oliveira (Marreta/Raptor Khan) 70 kg
 
Card Social Furnas:
 
Danilo Andreani (colisão Jiu jitsu) x Afonso da Silva (Charles Oliveira Gold Team) 57kg 
Thiago Santos (Família Furacão) x Daniel "Monstrão" Nery (Nigue Team) 77 kg 
Eduardo "Bombeiro" Pedrosa (Colisão MMA) x Anderson "Buzika" de Souza (Inside/Munil Adriano Team) 66 kg
Leia mais ...

Jungle Fight anuncia disputa do cinturão peso médio para a edição de número 80 do evento, em São Paulo

Logo após vencer sua última luta contra o argentino Martin ‘La Maquina’ no Jungle Fight 77, em maio deste ano, André Lobato recebeu a notícia, ainda na Arena Jungle que voltaria para disputar o cinturão peso-médio (até 84 kg) do evento. O título da categoria está vago desde a ida de Junior Alpha para o Ultimate. Ariston França, que desafiaria Bruno Menezes pelo cinturão dos moscas, lesionou o joelho, e a disputa, por enquanto, está suspensa.

Natural de Belém, Lobato vai enfrentar o invicto porto alegrense Alexandre Hoffmann no Jungle Fight 80, dia 22 de agosto, no estádio do Morumbi, em São Paulo. Aos 30 anos, o paraense conta com 23 vitórias e 6 derrotas na carreira. Confiando na boa fase - 8 vitórias consecutivas - o atleta da Marajó Brothers e Lobato Team acredita que não vai depender dos juízes para a organização conhecer o novo campeão.

“É uma grande honra disputar o cinturão do Jungle Fight, que é o maior evento da América Latina. Estou me esforçando ao máximo nos treinos para fazer uma grande luta. Quero dar show na Arena Jungle e se Deus quiser vou trazer esse cinturão para Belém. Como diz o mestre Wallid, eu vou para a guerra. Espero que meu adversário esteja treinando bastante e acredito que a luta tenha muita trocação. Posso garantir que, como nas minhas últimas lutas, essa disputa não vai chegar ao terceiro round”, afirmou Lobato.

Especialista em muay thai, Alexandre Hoffmann nocauteou 6 dos seus 7 adversários como profissional de MMA – a última vitória, contra Matheus Serafin no Jungle Fight 78, veio por finalização. O cartel invicto do atleta da Boxer MMA o credenciou para essa disputa de título que, para ele, é uma honra. Hoffmann ainda elogiou seu adversário e garantiu que o público pode esperar um excelente combate.

“Estou muito feliz com esta oportunidade de disputar o cinturão dos médios. Estou focado e trabalhando bastante para estar preparado no dia da luta, pois sei que meu adversário é duro e experiente. Obrigado a todas as pessoas que torcem pela equipe e por mim. É por essas pessoas que me dedico diariamente. Busco sempre o nocaute e meu objetivo é dar show para os amantes do esporte”, finalizou o gaúcho.

Assim como no Jungle Fight 79, quando todas as lutas foram decididas por nocaute ou finalização, o presidente da organização, Wallid Ismail, acredita que o Jungle 80 seja mais um espetáculo de alto nível na Arena Jungle. "Lutador que ganha amarrando não volta". Para ele, essa é uma característica indispensável para os atletas que lutam no evento.

"Na selva, quem luta para nocautear ou finalizar vai ter um futuro brilhante. Espero que seja como no Rio de Janeiro e os juízes não tenham que decidir nenhum combate. Foi um show maravilhoso para o público presente e para os telespectadores também. Lutador que amarra e busca vencer por pontos não tem chances de voltar ao Jungle Fight. Isso já está no DNA dos guerreiros que entram na Arena", disse o presidente.

O Jungle Fight 80 terá transmissão ao vivo da Band Sports, Band e portal Band para todo o Brasil, enquanto a ESPN Deportes e ESPN 3 levam o evento para os Estados Unidos e América Latina, respectivamente.

Leia mais ...

Jungle Fight 80 acontece em São Paulo e terá cinturão peso-mosca em disputa

Após agitada passagem pelo Rio de Janeiro e com o calendário prevendo pelo menos 12 eventos em 2015, o Jungle Fight não tem descanso. Wallid Ismail, presidente da organização, anunciou os atletas que irão se enfrentar na luta principal da edição de número 80, que acontece dia 22 de agosto, em São Paulo. E a promessa é de show. Para defender o cinturão dos moscas (até 57 kg), o baiano Bruno Menezes entra na Arena Jungle contra Ariston França, natural de Sorocaba – SP, ambos vindo em boas sequências.

Somando 15 vitórias e apenas cinco derrotas em seu cartel, Bruno ‘The Talent’, de 30 anos, perdeu apenas uma das últimas dez lutas e chega ao Jungle Fight 80 com a bela sequência de seis triunfos consecutivos. O último, no Jungle Fight 77, em Foz do Iguaçu, rendeu a conquista do título da categoria, que antes pertencia a Nildo Katchal.  Atleta da Champion Team e especialista no boxe, Bruno confessou que precisa estudar mais sobre seu oponente, entretanto, independentemente de quem esteja do outro lado, sua estratégia é sempre ir para o ataque.

“A estratégia é simples: bater para não apanhar. Ele é um cara que aguenta muita pancada e, na última luta, mostrou que é queixo duro. Preciso manter o ritmo e partir para cima. Sou bastante completo e acredito que a melhor defesa é o ataque. Vou usar o que tenho de melhor: o boxe, mas sem deixar de trabalhar os chutes. Quero manter esse cinturão do Jungle Fight para dar mais um passo importante na minha carreira” afirmou o baiano.

O atual campeão da categoria se referiu ao combate de Ariston França contra Carlos Eduardo, no Jungle Fight 76, em que o sorocabano perdia os dois primeiros rounds, mas sagrou-se vencedor ao nocautear seu adversário no terceiro e decisivo assalto, alcançando a quarta vitória consecutiva. Porém, ainda que em boa fase e com a experiência de quem coleciona oito vitórias contra duas derrotas na carreira, Ariston, de 23 anos, tem um desafio além da Arena Jungle: especialista em muay thai, o atleta, que lutava na categoria peso-galo (até 61 kg), vai estrear entre os moscas (até 57 kg), o que, para ele, não será um problema.

“Estou muito feliz com essa oportunidade de disputar o cinturão. Estou mais do que preparado. Não importa se a luta vai caminhar para o chão ou em pé, eu estou pronto! Dia 22 vai ser guerra e um show para todos prestigiarem. Estou estreando na categoria mas sei que desço bem de peso e sei também que o Bruno é um atleta duríssimo, então, podem esperar uma ótima luta com muita ação”, garantiu.

O Jungle Fight 80 terá transmissão ao vivo da Band Sports, Band e portal Band para todo o Brasil, enquanto a ESPN Deportes e ESPN 3 levam o evento para os Estados Unidos e América Latina, respectivamente.

 

Leia mais ...

Lutadores do Jungle Fight 79 ignoram árbitros laterais e dão verdadeiro show de nocautes e finalizações

No que depender dos lutadores da 79ª edição do Jungle Fight, realizada na noite de sábado, no bairro de Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro, os árbitros laterais irão passar fome. Apesar do card inflado, com 15 lutas de MMA, nenhuma delas passou dos primeiros 30 segundos do terceiro round. Inclusive, apenas passou do segundo. Obviamente, pela show proporcionado pelos "guerreiros da selva", os destaques foram muitos, o que deixou o presidente da organização, Wallid Ismail, rindo de orelha a orelha no final do evento. 

Fora do cage da arena Jungle, o vale destacar a presença de membros da família Gracie, liderada por Robson Gracie, pai de Renzo e de Ryan Gracie, além de Rayron, filho do saudoso lutador. O momento foi histórico porque o anfitrião, Wallid Ismail, quando atleta competidor, era conhecido pela alcunha de "Gracie Killer", por ter vencido, no jiu-jitsu, importantes nomes da família, como Royce e Renzo. De posse do microfone, Robson exaltou o MMA e a tradicional coragem dos lutadores: "aqui frouxo passa longe".
 
Amanda Ribas vence mexicana em luta que valia cinturão, mas derrota para a balança impede o título
 
IMG 1968Invicta dentro do cage,a promissora peso-palha Amanda Ribas ficou 1,5kg acima do limite de 52kg da categoria e, apesar do amplo favoritismo contra a também invicta Tania Pereda, perdeu a chance de conquistar o cinturão que estava em disputa, além de dificultar a sua tarefa, já que iniciou a luta com dois pontos a menos devido a punição - também perdeu 20% da bolsa. Dentro da jaula circular, a brasileira foi precisa.  Em apenas 1 minuto e 16 segundos, ela levou a mexicana para o chão e encaixou um mata-leão, que definiu o duelo. Satisfeito pela atuação, Wallid Ismail garantiu uma nova disputa de cinturão para a atleta da Marcelo Ribas Team. Agora, Amanda possui cinco vitórias em cinco lutas como profissional.
 
Katagatame coroa Otto Rodrigues, agora campeão peso-pena
 
IMG 1655A disputa do cinturão peso-pena também foi decidida por uma finalização ainda no primeiro round. Apesar de um início movimentado na luta em pé, Otto Rodrigues e Luiz Japeri acabaram indo para o solo. Melhor para Otto, que não encontrou dificuldade para montar e, antes do cronômetro marcar o terceiro minuto de luta, encaixou um katagatame que decidiu a peleja. Com a vitória, o agora campeão chega a nove vitórias em 10 lutas.
 
Jungle nocautes: Chute alto, chute na linha de cintura e one punch decidem lutas
 
IMG 0478Das 15 lutas, a maioria - oito - foi decidida por nocaute ou nocaute técnico. O mais plástico, com certeza, foi o aplicado por Murilo Filho: um chute alto que acertou em cheio a cabeça de Paulo Cesar Índio, que imediatamente desabou já nocauteado. Antes do plástico golpe entrar, Murilo já levava vantagem, em uma luta bem movimentada, bonita de se ver e muito aplaudida pelo público devido à técnica de trocação apresentada pelos dois lutadores.
 
IMG 1453Quem também usou a perna para mandar o adversário para a lona foi o "funcionário do Jungle" Ary Santos. De volta à "selva", o atleta o peso-leve foi preciso como sempre. Após algumas tentativas, ele conectou um impiedoso chute na costela de Handerson Martins, que já caiu com a mão na região atingida e ainda sofreu alguns "golpes de misericórdia" do algoz. 
 
13 segundos e apenas um soco: o suficiente para Jorginho Filho fazer o serviço contra Elionai Brás. O atleta da equipe War Machine encurralou o adversário na grade e, no primeiro golpe preciso que encaixou, definiu o combate. Quem também precisou de apenas um soco para vencer sua luta foi Cleberson Menor, que "deitou" Wellington Nenem em apenas 29 segundos. 
 
Lesões encerram lutas precocemente 
 
IMG 9141Wanderson Targino fazia uma boa luta contra o bom Matheus Queimados e levava vantagem com golpes plásticos, incluindo socos e chutes rodados, mas, em um lance de imaturidade, desferiu uma joelhada no rosto do adversário enquanto este estava de joelhos tentando a queda. O golpe atingiu em cheio o nariz de Matheus Queimados, que acabou quebrando. Devido à fratura, o médico não deixou o lutador voltar, e o juiz desclassificou Wanderson, que chorou copiosamente pelo erro cometido.
 
Quem também teve uma noite infeliz foi Hugo Rocha. Sua luta contra Rodrigo Praia estava empolgante, principalmente nos momentos de ataque de Praia, bastante técnico na luta em pé. Porém, um chute de Rodrigo Praia atingiu e deslocou o braço esquerdo de Hugo Rocha, que desistiu foi obrigado a desistir da luta, dando a vitória ao adversário.
 
Confira abaixo os resultados completos:
 
Jungle Fight 79
Sábado, 04 de julho de 2015
Campo Grande, Rio de Janeiro-RJ
 
Amanda Ribas finalizou Tania Pereda com 1 minuto e 16 segundos do primeiro round.
Otto Rodrigues finalizou Luiz Japeri aos 2 minutos e 59 segundos do primeiro round
Ary Santos venceu Handerson Martins por nocaute técnico com 1 minuto e 38 segundos do primeiro round
Javiero Orlando finalizou Eduardo Fidelis aos 54 segundos do primeiro round
Rodrigo Praia venceu Hugo Rocha por nocaute técnico aos 2 minutos e 54 segundos do primeiro round
Murilo Filho nocauteou Paulo Cesar Índio aos 29 segundos do terceiro round
Adriano Capitulino finalizou Cristiano Ferrugem aos 4 minutos e 44 segundos do segundo round 
Dennys A Máquina venceu Alex Pavão por finalização aos 2 minutos e 54 segundos do primeiro round
Diogo Pink finalizou José Claudio Paraíba aos 37 segundos do segundo round

Card Social Furnas

Denilson Trator venceu José Edécio por nocaute técnico aos 2 mins 31 segundos do segundo round
Wagner Pezinho venceu Fernando Negão por nocaute técnico aos 4 minutos 45 segundos do primeiro round
Jorginho Filho nocauteou Elionai Brás aos 13 segundos do primeiro round 
Matheus Queimados venceu Wanderson por desqualificação (joelhada irregular aos 2 minutos e 13 segundos do segundo round)
Elifrank Cariolano nocauteou Wanderson Targino com 1 minuto 5 segundos do primeiro round
Cleberson Menor venceu Wellington Nenem por nocaute técnico aos 29 segundos o primeiro round
Leia mais ...

Amanda Ribas fica acima do peso e cinturão do Jungle Fight pode ir para o México

A pesagem para Jungle Fight 79 foi agitada. Todo lutador profissional  de MMA sabe que seu primeiro adversário é a balança, e ela venceu alguns confrontos na tarde desta sexta-feira (3/7), antes da edição de número 79 do evento, que acontece neste sábado, às 21 horas, no Centro Esportivo Miécimo da Silva, em Campo Grande – RJ.

E uma dessas duras batalhas foi justamente na luta principal do evento, onde Amanda Ribas não conseguiu atingir o limite da categoria (até 52 kg) e o combate só valerá o cinturão caso sua adversária, a mexicana Tania Pereda, vença o confronto. Segundo o pai e treinador da brasileira, Marcelo Ribas, Amanda subiu de peso para ajudar o camping de Bethe Correia, desafiante da campeã Ronda Rousey no UFC Rio 7, o que teria dificultado o objetivo.

Com isso, Amanda entra na Arena Jungle com dois pontos a menos e perderá 20% da bolsa. Além dela, outros atletas também tiveram dificuldades com a balança. Denilson Trator perdeu os mesmos 2 pontos e 20% de premiação, enquanto Paulo César Neném e o argentino Javiero Orlando sobem no cage com menos 3 pontos e a mesma penalidade de 20%.

O Jungle Fight 79 conta com um total de 15 combates de MMA. Além da possibilidade de Tania Pereda alcançar o topo da categoria peso-palha feminino (até 52kg), Otto Rodrigues e Luiz Japeri duelam pelo título dos penas (até 66 kg). A Band Sports transmite o evento a partir das 21 horas, bem como o portal Band, enquanto a Band aberta mostra os combates, ao vivo, a partir de 1 da madrugada.

 

 

Leia mais ...

Dennys 'A Máquina' e Rodrigo Praia são as apostas dos irmãos Nogueira para o Jungle Fight 79

O Team Nogueira estará representado mais uma vez em um dos principais eventos de MMA do país: os atletas Cláudio Cezário, mais conhecido no mundo das lutas como "Dennys A Máquina”, e Rodrigo Praia terão a missão de defenderem a bandeira da equipe dos irmãos Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro na edição de número 79 do Jungle Fight, que será realizado, neste sábado (4), no Centro Esportivo Miécimo da Silva, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro (RJ).
 
Vindo de quatro vitórias seguidas, sendo todas por nocaute, o meio-médio Dennys quer engatar mais uma triunfo em seu cartel e continuar com a ótima maré de resultados positivos. O baiano, que enfrentará Alex Pavão, aposta que uma boa passagem dentro do Jungle pode alavancá-lo para a tão sonhada carreira internacional.
 
“Estou vivendo o melhor momento da minha carreira, acredito que amadureci e cresci muito dentro do Team Nogueira nos últimos anos, e esse é momento de começar a colher os frutos disso. O Jungle Fight é um dos eventos nacionais mais vistos pelos promotores do exterior, e por isso, tenho certeza, que uma boa sequência dentro do evento pode me alavancar para uma grande organização fora do país. Tenho o sonho de chegar ao UFC e me tornar um dos tops”, disse o lutador, que possui oito vitórias em seu cartel nas artes marciais mistas.
 
A jovem revelação Rodrigo Praia, de apenas 23 anos, também entrará em ação neste sábado. Ele medirá forças diante de Hugo Rocha, da Luiz Muai Thay Team, na categoria dos galos (61kg). Natural de Coari, interior do estado do Amazonas, Praia é tido como uma das principais apostas dos irmãos Nogueira. Rodrigo, que é conterrâneo de Francisco de Assis e Herdeson Capoeira, dois dos grandes destaques do MMA nacional, acredita que ajuda dos companheiros e os treinos em sua equipe farão a diferença ao seu favor no duelo.
 
“Venho treinando muito forte para este combate. O Capoeira e o De Assis, além dos meus outros companheiros de Team Nogueira, me ajudaram bastante nesta preparação, o que me dá muita confiança para a luta. Sei que chegarei muito bem preparado. Vocês podem esperar muita intensidade e movimentação no meu jogo. Vou para vencer mais uma vez, mostrando todo o meu potencial. Sei onde quero chegar e nada vi me deter”, afirmou Rodrigo Praia, que possui nove vitórias e apenas uma derrota em sua carreira.
Leia mais ...
Assinar este feed RSS