download theme

Bonus for new user http://bet365.artbetting.gr 100% bonus by bet365.

bet365.artbetting.co.uk



Wallid reverencia mestre Carlson e aposta em Ronaldo Jacaré: "Praticamente impossível não ser campeão"

Presidente do Jungle Fight, Wallid Ismail conquistou seu espaço nas artes marciais enquanto lutador do jiu jitsu do mestre Carlson Gracie, que completaria 82 anos de vida neste mês de agosto. Em entrevista ao MMA Live Brasil, Wallid falou sobre a importância do falecido treinador em sua vida e carreira.

"Ele foi excepcional lutador, um dos melhores de todos os tempos e, sem dúvida nenhuma, o melhor treinador de todos os tempos. Isto é certo. Não tem palavras, não dá para expressar o quanto ele foi importante para o esporte e na minha vida, imagina, eu que dormi na academia. Quando cheguei lá, não tinha dinheiro para pagar, ele falou, 'pode treinar'. Treinava, passava o dia inteiro lá e, uma coisa que me deixa muito feliz, continuei leal a ele por toda minha vida. Isto, para mim, não tem preço. Ele sempre esteve do meu lado. Mesmo quando tive problemas do lado da família, ele ficou do meu lado".

Maior exportador de atletas brasileiros para o UFC, o faixa preta contou ainda quem é seu candidato favorito a conquistar um cinturão da organização em um futuro próximo.

"Minha grande aposta continua sendo o Ronaldo Jacaré. Para mim, é praticamente impossível ele não ser campeão nos 84 quilos. É um cara focado, determinado".

Wallid falou ainda sobre a expectativa para as disputas de título de dois atletas que já passaram pelo Jungle Fight, Renan Barão e Fabrício Werdum, e mais.

Clique aqui e confira na íntegra a entrevista de Wallid Ismail ao MMA Live Brasil.

Leia mais ...

Jacarezinho sai do card e Davi 'Tata' desafia Bilharinho pelo cinturão do Jungle Fight

A luta principal do Jungle Fight 73, marcado para o dia 6 de setembro, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, sofreu uma alteração. Escalado para desafiar o campeão Jonas Bilharinho, pelo cinturão dos pesos-galos (61 kg), Fabiano "Jacarezinho" adoeceu e foi impedido pelo médico de dar sequência aos treinamentos, comprometendo a sua preparação. Com isso, David Tatá, que vem de uma sequência de quatro vitórias no evento, herda o posto de desafiante número um.

Mineiro de Rio Pardo de Minas, David "Tatá" possui um cartel de sete vitórias e apenas um revés. Sua trajetória no Jungle Fight não começou muito bem. Em sua estreia na organização, na edição de numero 60, ele foi derrotado por Felipe Cruz via decisão unânime. Determinado, "Tatá" corrigiu os erros e, além de emplacar uma sequência de vitórias, ainda faturou o troféu Carlson Gracie, dado ao lutador mais empolgante de cada edição.

"Sou o tipo do atleta que o Wallid gosta, pois luto sempre para frente, para definir a luta, e não escolho data e nem adversário, ainda mais valendo cinturão. Estou em um momento bom, venho vencendo bem as minhas lutas, sempre contra adversários duros, o que é comum no Jungle Fight. Já comecei a minha preparação e podem ter certeza que vou dar tudo de mim lá em cima", garantiu o desafiante.

Assim como seu oponente, Jonas Bilharinho também vem de quatro vitórias na organização. A mais recente, em março deste ano, lhe rendeu o título dos pesos-galos em uma das lutas mais equilibradas do cenário nacional. Só que posteriormente a organização lançou um novo tipo de cinturão, com detalhes coloridos, e esse é o novo objetivo do lutador, que também comentou a necessidade de mudar o camp devido à mudança do adversário.

"Cada atleta tem um jogo próprio, e é isso que diferencia 'estar treinado' de 'estar em camp'. Sempre treino o mais específico possível para tentar antever tudo o que poderá acontecer no dia da luta. Minha última luta acabou nas mãos dos juízes, embora eu tenha feito de tudo para terminar antes. E esse é meu pensamento de sempre: definir a luta lá dentro. Só que às vezes não dá. Mas estou focado e minha intenção é me manter campeão do Jungle, ganhar um cinturão novo daquele e me aproximar cada vez mais de um contrato com o UFC", avisou o campeão.

Além da disputa de cinturão entre os pesos-galos, a edição de aniversário de 11 anos do Jungle Fight também vai contar, em seu co-main event, com a primeira disputa de cinturão peso-palha (52 kg) da organização. Invictas e com cinco vitórias, Maiara Alves e Ericka Almeida decidem qual entrará para a história do evento como a primeira campeã da categoria.

Confira abaixo o card completo do evento (sujeito a alterações):

Jungle Fight 72 - edição especial 11 anos

Ginásio do Ibirapuera, São Paulo-SP

Sábado, 06 de setembro de 2014

Horário: 21h (horário de Brasília)

Transmissão: Sportv e Canal Combate para todo o Brasil / outros países: ESPN Deportes

Jonas Bilharinho "Speed" (Team Nogueira) x David "Tatá" Silva (Colisão) - Cinturão Peso-Galo - até 61kg;

Maiara Alves (Nocaute Team) x Ericka Almeida (Herman Gutierrez) - Cin turão Feminino - Até 52kg;

Rene "Soldado" Pessoa (Power Lotus Team) x José Diaz "Suavecito" (Cleber Jiu Jitsu) - até 77kg;

Fernando Di Pierro (Alliance/Equador) x Douglas Bertazini "El loco" (Miguel Repanas) - até 84kg;

Martin Ottaviano "La Maquina" (Sukata Academy/Argentina) X Charles Leite (Demian Maia Jiu Jitsu) - 93kg;

Matheu Mattos "Adamas" (Team Nogueira) x Allan Miguel (Fight Club BFC) - até 61kg;

Valdines Silva (Pitbul Brothers) x Allan "Popey"(Ryan Gracie/Polemico) - até 66kg;

Paulo Oliveira "Capoeira" (Orion Fight) x Diego Paiva (Miguel Repanas) - até 57kg;

Gregory " Robocop " Rodrigues ( XGym )  x Bruno Lopi (011 Team) 84 kg ;

Roberto Silva (Equipe Família Furacão) x Diogo "Pink" (Xgym) - até 61kg.

Leia mais ...

Jungle Fight inaugura cinturão peso-palha feminino em edição especial de aniversário

Completando 11 anos, o Jungle Fight anuncia para sua edição de aniversário, marcada para o dia 6 de setembro, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, a estreia do cinturão peso-palha (52 kg) feminino. O título será disputado entre as invictas Maiara Alves e Ericka Almeida, que prometem um duelo bem interessante.

Amapaense de Macapá, Maiara Alves, de 27 anos, possui um cartel de três vitórias em três lutas, sendo duas por decisão e uma por finalização. Sua apresentação mais recente foi em maio deste ano, quando superou Bianca Bendo após três rounds de muita técnica. Do outro lado, a paulista de Sorocaba Ericka Almeida, de 25 anos, venceu todas as cinco lutas que disputou, todas no primeiro round, sendo quatro por finalização e uma por nocaute técnico.

Presidente do Jungle Fight, Wallid Ismail comemorou a novidade, e fez questão de exaltar a garra e a determinação vista nos combates entre mulheres.

"As mulheres são muito guerreiras, lutam sempre para frente, fazem de tudo para a luta não ficar nas mãos dos juízes. Com o sucesso da categoria até 61 kg, eu não poderia deixar de dar chance às lutadoras mais leves, e é por isso, acreditando no potencial delas, que o Jungle Fight 73 vai entrar para a história com a inauguração deste novo cinturão", disse o empresário. 

Leia mais ...

Bilharinho coloca cinturão em jogo contra Jacarezinho no aniversário de 11 anos do Jungle Fight

A próxima edição do Jungle Fight será no dia 6 de setembro, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. A luta principal será entre o campeão dos pesos-galos (até 61kg) Jonas Bilharinho e o experiente Fabiano Jacarezinho. Essa será a primeira vez que Bilharinho colocará seu cinturão em jogo. O atleta do Team Nogueira conquistou o título em março,  após vencer Mário Israel, por decisão dividida, no Jungle Fight 67, realizado em Foz do Iguaçu.

"Vai ser um lutão com toda certeza. O Jonas é um jovem muito talentoso, que está invicto e conquistou o cinturão com muita raça. Do outro lado temos o Jacarezinho que é um lutador novo, mas muito experiente. Vai ser uma guerra total dentro da Arena Jungle", aposta Wallid Ismail, presidente do Jungle Fight.

Outro duelo de destaque do Jungle Fight 73 será entre o argentino Edgardo Leandro Monney e o mexicano Jose "Suavecito" Diaz, pela categoria peso-meio-médio (até 77kg). Ambos estão invictos e poderão se tornar o próximo desafiante do cinturão da categoria, em caso de vitória. Na mesma noite, a promessa do Team Nogueira Matheus Mattos encara Allan Miguel. O evento também contará com três lutas entre lutadores de comunidades de São Paulo, um pedido do secretário de Esportes Celso Jatene e do deputado Campos Machado.  

Jungle Fight 73

06/09/2014

Ginásio Mauro Pinheiro, em São Paulo (SP)

Jonas Bilharinho x Fabiano Jacarezinho - cinturão peso-galo

Edgardo Leandro Monney (Argentina) x Jose "Suavecito" Diaz (México) - até 77kg

Matheus Mattos x Allan Miguel - até 61kg        

Fernando di Pierro (Equador) x  Douglas Bertazini - até 84 kg

Martin "La Maquina" Ottaviano (Argentina) x  Alexandre Zaneti - até 93 kg

Leia mais ...

William Gigante mantém cinturão dos pesados em noite sem decisão de jurados no Jungle Fight 72

Oito lutas em duas horas. Assim foi o Jungle Fight 72, ou Jungle Comunidade, que aconteceu na noite do último sábado no Ginásio Pelezão, em São Paulo. Para delírio do público presente, nenhum dos combates chegou ao final dos três rounds em evento que teve a manutenção do cinturão peso pesado da organização com William Gigante.

A luta do título começou morna, com os dois atletas se estudando muito e se movimentando pouco. O desafiante, Fábio Bondesan, foi quem tomou a primeira iniciativa, andando para frente e tentando encurralar o campeão para trabalhar no clinch. Consciente de suas ações, Gigante defendeu as quedas, neutralizou as posições na luta agarrada e ainda levou o adversário ao chão, saindo na frente em um primeiro round pouco movimentado.

No segundo assalto, Gigante insistiu na estratégia que havia dado certo anteriormente e buscou levar seu adversário, que já parecia cansado, ao chão. Em posição dominante, não demorou para que William conseguisse a montada e castigasse seu oponente até a interrupção do árbitro.

Lutas internacionais têm uma vitória mexicana e um duelo sem resultado

As duas lutas antecedentes à briga pelo título foram entre Brasil e México. Na primeira, o lutador mexicano, mais experiente, Gilberto Aguilar, não ligou para as vaias da torcida, suportou a pressão inicial do brasileiro José Ricardo e fez bom uso da guarda para encaixar uma chave de braço vencedora ainda no primeiro assalto.

No combate seguinte, o representante mexicano Fabian Quintanar levava vantagem sobre o brasileiro Lucas Jesus até sofrer uma dedada acidental no olho e desabar em dor. Após o exame inicial dos médicos, Quintanar não conseguiu abrir o olho lesionado e não teve condições de retornar ao combate, que terminou sem resultado.

Família Ottoni impressiona com duas vitórias

Os lutadores mais aclamados pelo público que lotou o Pelezão na noite do sábado foram os Ottoni. Israel e Quemuel lutaram um em seguida do outro e, com o apoio de amigos e familiares, conquistaram vitórias expressivas no evento.

O primeiro a subir no cage circular foi Israel, que, desde o começo do combate, não escondeu sua estratégia de levar o duelo para o solo. No entanto, ele esbarrou durante todo o primeiro round na boa movimentação e defesa de quedas de Rony Silva. No segundo, Ottoni entrou com um bom golpe, balançou seu adversário e pressionou até levá-lo para o chão. Raspado, Israel mostrou se sentir confortável também com as costas no solo e venceu o combate com uma chave de braço.

Estratégia diferente adotou Quemuel. Mais alto e com ótima movimentação, ele mostrou um muay thai refinado e pouco demorou para nocautear Otavio Sagas, ainda no primeiro round.

Jungle Fight 72

Ginásio Pelezão, São Paulo

Sábado, 9 de agosto

William Gigante venceu Fábio Bondesan por nocaute técnico no 1º round

Fabian Quintanar e Lucas Jesus ficaram sem resultado (dedada acidental no olho)

Gilberto Aguilar venceu José Ricardo por finalização no 1º round

Danilo Adrian venceu Caio Formiga por finalização no 1º round

Quemuel Ottoni venceu Otávio Sagas por nocaute no 1º round

Israel Ottoni venceu Rony Silva por finalização no 2º round

Leandro Rodrigues venceu Diogo Felipe por nocaute técnico no 3º round

Carlos Alberto Silva venceu Douglas Cândido por nocaute no 1º round

Leia mais ...

Gigante fica com 16kg a mais que rival em pesagem para o Jungle Comunidade SP

A pesagem do Jungle Comunidade - São Paulo foi realizada, nesta sexta-feira, no hotel Caesar Business, localizado na zona sul da cidade. O campeão dos pesos-pesados, William Gigante,  não teve problemas para ficar dentro do limite e pesou 117 quilos, enquanto o desafiante Fábio Bondesan, invicto com seis vitórias, alcançou a marca de 101. O duelo será o principal do evento, que acontece neste sábado, a partir das 21h, no ginásio Pelezão. 
 
O desafiante esbanjou confiança para o duelo e garantiu que levará o cinturão para casa. "Esse cinturão vai para o sul. Não estou aqui de bobeira. Sei que não vai ser fácil, mas vou colocar o Gigante para baixo e levar esse título", afirma Bondesan. 
 
Gigante, por sua vez, sorriu ao ser questionado sobre as declarações do rival e disparou."Todos têm uma estratégia, todos estão confiantes, mas, depois que levam o primeiro soco na cara, tudo muda". 
 
No decorrer da cerimônia, dois lutadores tiveram problemas com a balança e não conseguiram bater o peso. O peso galo Diogo Oliveira ficou mais de um quilo acima do limite da categoria e foi punido com a perda de dois pontos no combate e 20% da bolsa de pagamento. Já o peso pena Rony Silva ficou com 66,8 quilos e começará o combate com 1 ponto a menos. 
 
Um dos destaques da pesagem foi o estreante Caio Formiga, de apenas 21 anos. Além do penteado excêntrico, semelhante ao do peso pena do UFC Rony Jason, o jovem encarou o rival Danilo Adreani com um lenço de caveira cobrindo boa parte do rosto. Os atletas fazem a quarta luta principal da noite e a última entre lutadores de comunidades. 
 
Duas lutas são canceladas
 
O card do Jungle Comunidade - São Paulo sofreu duas baixas de última hora. Jefferson Pedro, que enfrentaria Diego Paiva, desistiu do duelo por conta da dificuldade de baixar de peso, enquanto Kaynan Sampaio, adversário de Deorgival Andrade, sofreu um acidente de moto, na manhã desta sexta-feira, e fraturou o braço direito.
 
Jungle Fight 72 (Jungle Comunidade)
 
Data: 09/08/14
 
Horário: 20h (de Brasília)
 
Local: Ginásio do Pelezão, São Paulo
 
Endereço: Rua Belmonte, 957 - Alto da Lapa
 
Card Oficial
 
Willian "Gigante" Baldutti x Fabio Bodesan - Cinturão dos pesos-pesados (até 120kg)
 
Fabian Quintanar x Lucas Jesus
 
Gilberto "El Azteca" Aguilar x  José Ricardo "Rato"
 
Danilo Adrian x Caio "Formiga"
 
Otavio Sagas x Quemuel Ottoni
 
Israel Ottoni x Rony Silva
 
Leandro Rodrigues dos Santos x Diogo Felipe dos Santos
 
Carlos Alberto "Carlão " Silva x Douglas Candido Jordão
Leia mais ...

Gigante demonstra otimismo para a 1ª defesa de cinturão: "Sairei novamente com o cinturão"

A última apresentação de William Baldutti, o Gigante, foi no Jungle Fight 60, realizado em novembro do ano passado, no ginásio Pelezão, em São Paulo, quando nocauteou Caião Alencar e ficou com o título dos pesos pesados da organização. Neste sábado, o lutador colocará, pela primeira vez, o cinturão em jogo, diante Fábio Bodesan,  pelo Jungle Comunidade - São Paulo, no mesmo palco que o consagrou há quase um ano.

“Naquela noite fui muito feliz, estava muito bem treinado e graças a Deus consegui um grande nocaute diante de um grande adversário e me tornei o campeão. Espero que as coisas se repitam nesse evento de sábado e que o Pelezão seja mais uma vez o palco da minha vitória. Treinei muito forte e espero sair de lá novamente com o cinturão”, afirmou Gigante.

Uma das deficiências apresentadas por Gigante em seu último combate foi o condicionamento físico, deficiência que ele garante ter aperfeiçoado ao longo dos últimos meses, na preparação realizada na XGym, no Rio de Janeiro.

“Sempre faço um trabalho muito bom com o Rogerão (Rogério Camões, preparador físico na XGym) mas na hora da luta outras coisas contam. A adrenalina influência muito nisso, um exemplo é o próprio Erick Silva. É claro que o meu primeiro round continua sendo o mais perigoso, mas me sinto preparado para lutar os três rounds em alto nível”, explica o mineiro de 36 anos.

Com apenas sete lutas na carreira – cinco vitórias e duas derrotas -, Gigante ainda considera prematura a possibilidade de assinar com o UFC. Porém, não esconde o otimismo ao falar sobre o seu futuro e o sonho em ser campeão do maior evento de MMA do planeta.

“A ideia era vencer o GP e brigar por uma vaga, mas vou me firmar como o campeão do Jungle e depois acredito que terei essa chance. Esse é o sonho de qualquer lutador, quero estar no UFC, lá estão os melhores lutadores do mundo e é onde eu quero estar. Tenho certeza que chegarei lá e quando isso acontecer estarei em condições de bater em qualquer um. Se eu não acreditar em mim, ninguém irá", finaliza.

Jungle Fight 72 (Jungle Comunidade)
 
Data: 09/08/14
 
Horário: 20h (de Brasília)
 
Local: Ginásio do Pelezão, São Paulo
 
Endereço: Rua Belmonte, 957 - Alto da Lapa
 
Card Oficial
 
Willian "Gigante" Baldutti x Fabio Bodesan - Cinturão dos pesos-pesados (até 120kg)
 
Fabian Quintanar x Lucas Jesus
 
Gilberto "El Azteca" Aguilar x  José Ricardo "Rato"
 
Danilo Adrian x Caio "Formiga"
 
Kaynan "Bahia" Sampaio Cardoso Kruschewsky X Dioginis "Overeem"
 
Otavio Sagas x Quemuel Ottoni
 
Israel Ottoni x Rony Silva
 
Jefferson "Jeffinho" Pedro x Diego Paiva
 
Leandro Rodrigues dos Santos x Diogo Felipe dos Santos

Carlos Alberto "Carlão " Silva x Douglas Candido Jordão

Leia mais ...

Jungle Comunidade SP terá disputa de cinturão entre pesos pesados Gigante e Bondesan

A luta principal do Jungle Comunidade São Paulo, marcado para o próximo dia 9, no Ginásio Pelezão, será entre o campeão dos pesos-pesados Willian Gigante e Fábio Bondesan. Essa será a primeira defesa de cinturão de Gigante, que conquistou o título após nocautear Caião Alencar, em novembro do ano passado. 
 
Ao todo o evento terá 10 lutas, as sete primeiras compostas por lutadores de comunidades de São Paulo. Já as três últimas serão a disputa de cinturão dos pesos-pesados e os confrontos dos brasileiros Lucas Jesus e José Ricardo "Rato" contra os mexicanos Fabian Quintanar e Gilberto Aguilar, respectivamente.
 
Esta será a terceira edição do Jungle Comunidade neste ano. O projeto tem como objetivo dar oportunidades aos moradores de favelas além de descobrir novos talentos para o MMA. As outras duas edições foram realizadas no Rio de Janeiro, e consagraram o manauara Paulinho Capoeira, morador da comunidade de São Jorge. 
 
Para Wallid Ismail, ex-atleta e presidente do Jungle Fight, a parceria entre o evento e a Secretaria de Esportes de São Paulo será determinante para o futuro dos moradores dessas comunidades e para o MMA brasileiro.
 
“Quero agradecer ao secretário Celso Jatene e Campos Machado pelo apoio que tem nos dado, concordando com a importância do MMA na inclusão social e para afastar os jovens das drogas e aproximar da família. É uma parceria importante para a vida dessas pessoas e para o esporte. O MMA precisa de novos ídolos e tenho certeza que nas comunidades temos grandes guerreiros que podem ir longe. O Jungle Fight vai provar mais uma vez sua credibilidade e fazer grandes combates”, afirmou Wallid.
 
Jungle Fight 72 (Jungle Comunidade)
 
Data: 09/08/14
 
Horário: 20h (de Brasília)
 
Local: Ginásio do Pelezão, São Paulo
 
Endereço: Rua Belmonte, 957 - Alto da Lapa
 
Card Oficial
 
Willian "Gigante" Baldutti x Fabio Bodesan - Cinturão dos pesos-pesados (até 120kg)
 
Fabian Quintanar x Lucas Jesus
 
Gilberto "El Azteca" Aguilar x  José Ricardo "Rato"
 
Danilo Adrian x Caio "Formiga"
 
Kaynan "Bahia" Sampaio Cardoso Kruschewsky X Dioginis "Overeem"
 
Otavio Sagas x Quemuel Ottoni
 
Israel Ottoni x Rony Silva
 
Jefferson "Jeffinho" Pedro x Diego Paiva
 
Leandro Rodrigues dos Santos x Diogo Felipe dos Santos
                                                
Carlos Alberto "Carlão " Silva x Douglas Candido Jordão
Leia mais ...

Jungle Comunidade SP é antecipado para 9 de agosto e terá inscrições pela internet

A próxima edição do Jungle Comunidade sofreu uma alteração no calendário e foi antecipada para o dia 9 de agosto. O evento, que será realizado pela primeira vez em São Paulo - ainda sem local definido -, também terá uma novidade interessante. O card será formulado através de uma lista de lutadores enviada ao e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
Para concorrer, os interessados deverão enviar uma mensagem para o endereço citado com as seguintes informações: nome, idade, comunidade em que vive e o cartel de lutas (vitórias e derrotas). As únicas restrições são que o atleta seja maior de 18 anos e morador de alguma comunidade paulista. 
 
O Jungle Comunidade - São Paulo é uma parceria entre Wallid Ismail, ex-atleta e presidente do Jungle Fight, e a Secretária Municipal de Esportes de São Paulo. O evento dá sequência ao trabalho social realizado desde o início do ano, após duas edições de sucesso na Central Única das Favelas (CUFA), no Rio de Janeiro. 
 
"É muito importante massificar o esporte como instrumento de desenvolvimento e inserção social dos nossos jovens. As artes marciais estabelecem códigos de conduta, conferindo senso de disciplina e forjando cidadãos, por isso vejo com muita alegria este trabalho do Wallid (Ismail)", afirma Campos Machado, um dos idealizadores do Jungle Comunidade São Paulo. 
 
Além de ajudar no desenvolvimento e na inclusão social dentro das comunidades, o Jungle Comunidade serve como uma plataforma para a descoberta de novos talentos e a massificação do MMA nestes locais.  
 
"Nossa ideia é mudar a vida dessas pessoas através das lutas. Esse é o principal ponto do nosso projeto. Mas, ao mesmo tempo, fazemos um benefício ao MMA, porque nas favelas existem grandes atletas que precisam apenas de uma oportunidade. Tenho certeza que grandes nomes vão sair do Jungle Comunidade, como já saíram outras vezes", explica Wallid.
Leia mais ...

Novo campeão do Jungle Fight, Elizeu Capoeira atribui crescimento à CM System e se projeta no UFC

No último sábado, Elizeu Capoeira emplacou sua 13ª vitória na carreira, a terceira seguida e conquistou o cinturão meio médio do Jungle Fight, vago desde a saída de Rodrigo Monstro para o UFC, com nocaute técnico - seu 11º na carreira - no primeiro round sobre Itamar Rosa. Em entrevista exclusiva ao PVT, Elizeu admitiu surpresa pela maneira como definiu o duelo.

"A luta foi mais rápida do que eu esperava, achava que ia até para três rounds. Estudei muito meu adversário, sabia que ele tinha uma boa mão, uma boa trocação e tinha aquele chute de direita, que foi o que eu quis explorar: pegar ele no contragolpe, no momento que ele fosse chutar de direita, que achei que seria o ponto mais forte dele. Foi o que aconteceu. Consegui encaixar a mão no momento em que ele foi chutar e desferi vários golpes levando o nocaute técnico. Realmente me surpreendeu por ter sido tão rápido, achei que, pelo fato de estar estudando ele um pouco mais no começo da luta, ia ser uma luta um pouco mais acirrada. Fiquei muito contente de ter conseguido finalizar a luta o mais rápido possível".

Com o cinturão em mãos, o atleta admitiu que não tem pressa, mas sonha em chegar ao UFC, onde estão, além do ex-detentor de seu atual cinturão, outros atletas que já enfrentou na carreira, como Guilherme Bomba e Viscardi Andrade.

"Acho que o sonho de todo lutador é estar no maior evento do mundo, mas o meu objetivo agora era mesmo conquistar o cinturão do Jungle Fight, que é o maior evento da América Latina. Tendo conquistado esse sonho, esse objetivo que eu tinha, agora o que vier é consequência. Com certeza será a maior satisfação e a realização de um grande sonho lutar no UFC. Mas, como eu disse, é consequência; se tiver que ser, vai ser muito satisfatório para mim".

Capoeira atribuiu ainda seu amadurecimento como lutador à equipe que defende atualmente, a CM System, liderada pelo ex-Pride e UFC, Cristiano Marcello.

"Faz três anos que faço parte da equipe da CM System. Já cheguei como lutador, mas como um lutador bem cru. Vim mesmo para ficar mais forte e me especializar mais nas artes marciais. Tinha algumas lutas, mas onde me interei mesmo foi na CM System, onde comecei a treinar forte e me dedicar, até porque o wrestling eu nunca tinha treinado, até o próprio MMA específico eu nunca tinha treinado. Só comecei a treinar depois que vim para a CM System".

Leia mais ...
Assinar este feed RSS

Login or Register

Facebook user?

You can use your Facebook account to sign into our site.

fb iconLog in with Facebook

LOG IN

Register

User Registration